João Pessoa
Feed de Notícias

Representante do IICA no Brasil visita comunidades rurais da Paraíba atendidas pelo Procase

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017 - 11:39 - Fotos:  Secom-PB

O representante do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA), Hernán Chiriboga, esteve na Paraíba esta semana e visitou comunidades rurais apoiadas pelo Governo do Estado, por meio do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase). O IICA é parceiro do Governo na execução do Projeto na Paraíba que já atendeu mais de 4 mil famílias em quatro anos. Foram visitadas três comunidades nos municípios de Soledade e Santa Luzia.

O Procase é financiado pelo Governo da Paraíba e pelo Fundo Internacional de Cooperação Agrícola (Fida) e já destinou mais de R$ 25 milhões em investimentos voltados à agricultura familiar no Estado. Por meio da parceria com o IICA, o Projeto vem realizando intervenções inéditas em comunidades rurais atingidas pelos efeitos da estiagem.

“São intervenções que auxiliam estes agricultores a lidar com os efeitos da seca de forma sustentável e responsável. Nas comunidades que visitamos esta semana, podemos conferir as unidades de aprendizagem que lidam com técnicas exitosas no tocante ao cultivo de mudas frutíferas mesmo em regiões com pouca água, e o IICA é um grande parceiro nestas iniciativas”, disse o coordenador estadual do Procase, Hélio Barbosa.

Acompanhado de parte do corpo técnico do Procase, Hérnan Chiriboga visitou as comunidades de Quixudi, em Soledade, e Saco dos Goitis, em Santa Luzia. Nestas duas localidades, as unidades de aprendizagem implantadas pelo Procase receberam kits de irrigação por gotejamento e capacitações técnicas sobre o manejo do solo e cultivo das mudas.

“Estas técnicas são de extrema importância para o desenvolvimento da agricultura familiar. Em outros países em que o IICA também atua, temos experiências semelhantes e de grandes resultados. Fiquei impressionado com a força do agricultor paraibano e com a dedicação do Procase em estar cada vez mais engajado em ajudar estas pessoas”, disse Hernán.

A comitiva ainda visitou a sede da Associação das Louceiras de Santa Luzia, que também é beneficiada pelo programa do Governo do Estado. São mulheres remanescentes de quilombos que trabalham com a fabricação de peças em barro de forma artesanal. “O Procase tem essa característica fantástica em atender vários tipos de atividade e o trabalho das louceiras é uma prova disso”, disse Hélio Barbosa.

A intenção é proporcionar um trabalho de cooperação entre as três comunidades por meio de uma técnica de irrigação utilizando panelas em barro, já existente em outros países. “Estas comunidades têm grandes chances de se auxiliarem por meio deste tipo de irrigação já presente em alguns lugares do mundo. É uma ótima maneira de levar desenvolvimento a ambas e ainda promover cada uma dentro de suas regiões”, completou Chiriboga.