João Pessoa
Feed de Notícias

Repartições estaduais fecham na terça-feira, feriado do “Dia do Trabalho”

segunda-feira, 30 de abril de 2012 - 09:15 - Fotos:  Cláudio César/Secom-PB

As repartições públicas estaduais estarão fechadas na próxima terça-feira (1º de maio) em comemoração ao feriado do “Dia do Trabalho”. Por tratar-se de um feriado nacional, a alteração não precisa ser publicada no Diário oficial. Na segunda-feira (30), os órgãos públicos da administração direta e indireta funcionam normalmente.

Entre os órgãos da administração estadual que se destacam em número de atendimento diário à população, está a Gerência de Perícia Médica, que chega a atender cerca de 100 pessoas, somando João Pessoa, Campina Grande e Patos. “Nós vamos funcionar normalmente na segunda-feira porque a demanda dos serviços prestados aos cidadãos, por dia, é grande e não podemos prejudicar quem precisa de atendimento”, destacou a secretária da Administração, Livânia Farias.

O Setor Jurídico da Secretaria da Administração, responsável pela relação entre o Estado e o servidor público, também recebe grande demanda diária. “Cerca de 20 pareceres jurídicos são assinados em um dia de trabalho. Mas o número de processos que chegam ao setor é muito maior”, afirmou George Nóbrega, assessor jurídico da secretaria.

O número de pessoas que procuram a PBPrev para dar entrada em processos à procura de informações e de acompanhamentos chega a 200 por dia, de acordo com a Gerência de Informática da Previdência.

A movimentação diariamente no Detran também é grande. Por dia, cerca de 500 pessoas procuram o Departamento Estadual de Trânsito apenas para retirar ou renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Este é o serviço mais procurado, porém não é o único que atrai demanda. Caso a segunda-feira (30) fosse “imprensada”, ou seja, se não tivesse expediente, causaria um transtorno enorme para o cidadão porque os procedimentos realizados pelo Detran são agendados com antecedência e teriam que ser remarcados.

“Estes números representam apenas uma pequena parcela da quantidade de pessoas que procuram o serviço público em um dia útil e que merecem ser atendidas com qualidade e eficiência”, concluiu Livânia Farias.