João Pessoa
Feed de Notícias

Rendeiras do Cariri paraibano desfilam no São Paulo Fashion Week

quinta-feira, 22 de outubro de 2015 - 21:07 - Fotos:  Ze Takahashi

Artesãs do Cariri paraibano, que fazem parte do Programa de Artesanato da Paraíba, levaram a renda renascença às passarelas do São Paulo Fashion Week, nesta quinta-feira (22), em desfile da nova coleção Inverno 2016 idealizada pela estilista Fernanda Yamamoto. Modelos e as próprias artesãs exibiram os looks que foram produzidos pela estilista paulistana em parceria com as rendeiras paraibanas. Fruto de um trabalho de mais de um ano, o resultado agradou ao público e promete proporcionar maior visibilidade ao produto que leva consigo a identidade da Paraíba ao mundo.

Trabalhando com a renda renascença desde os sete anos de idade, a artesã Genilda Marques aprendeu a técnica com a mãe e a avó. “Aprendi só olhando, ninguém precisou me ensinar”, lembra. Para ela, a participação no São Paulo Fashion Week representa a realização de um sonho. “Sempre quis conhecer uma cidade grande como São Paulo, mas nunca imaginei que pudesse vir para cá mostrando meu trabalho”, comemora.

O destaque no maior evento de moda do Brasil faz com que as rendeiras sonhem alto, buscando conquistar um reconhecimento ainda mais significativo no mundo da moda. “A partir de hoje, acho que o nosso trabalho vai ser muito mais reconhecido e valorizado. É um trabalho que gosto muito, começo de dia e acabo só à noite. É uma terapia para mim”, disse Genilda, que foi ovacionada pelo público ao entrar na passarela, na parte final do desfile.

Fernanda Yamamoto conta que buscou humanizar o desfile levando às passarelas ‘mulheres reais’ para retratar histórias que as peças de renda renascença carregam consigo. “A ideia é trabalhar com mulheres reais que representem a história que nós estamos contando através dos looks. São mulheres fortes, que merecem admiração”, ressalta Yamamoto. A imersão na cultura paraibana vai resultar no lançamento de um documentário no início de 2016, que mostrará o processo de confecção da coleção e a troca de experiência entre a estilista e as rendeiras.

Trabalho manual é valorizado

A gestora do Programa de Artesanato da Paraíba, Lu Maia, reforça que o trabalho manual é extremamente valorizado no mundo da moda, o que explica o espaço que vem sendo conquistado pela renda renascença do Cariri. “Fernanda Yamamoto viu uma grande oportunidade e percebeu que a renda renascença não é apenas uma peça estética, e sim, a identidade cultural de um povo. É um trabalho manual extremamente bem feito que merece o reconhecimento”, destacou a gestora, que também desfilou na passarela do SPFW.

Para a artesã Genilda Marques, trabalhar com renda renascença exige bastante atenção e cuidado com os mínimos detalhes. “Já tentaram fazer uma máquina para fazer o nosso trabalho, mas nada pode substituir as mãos. Fazemos tudo com cuidado e paciência para ter o melhor resultado e manter a tradição”, diz.

A participação no São Paulo Fashion Week conta com o apoio do Programa de Artesanato da Paraíba; Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico; Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep); Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase); Empreender-PB; Secretaria da Mulher e Diversidade Humana; Sebrae; e Coletivo Feminista Cunhã.