João Pessoa
Feed de Notícias

Renda renascença da Paraíba será destaque no São Paulo Fashion Week

segunda-feira, 19 de outubro de 2015 - 17:32 - Fotos: 

A renda renascença da Paraíba estará presente, nesta quinta-feira (22), nas passarelas do São Paulo Fashion Week, um dos mais importantes eventos de moda do Brasil. Trabalhando em parceria com rendeiras de cidades do Cariri, a renomada estilista paulista Fernanda Yamamoto criou a próxima coleção Inverno 2016 e pretende mostrar ao Brasil e ao mundo traços marcantes da cultura paraibana.

O tradicional trabalho manual realizado pelas rendeiras no Cariri atraiu a atenção de Fernanda Yamamoto, que passou a realizar visitas frequentes à Paraíba com o intuito de conhecer melhor a técnica. O trabalho foi desenvolvido conjuntamente com artesãs dos municípios de Camalaú, Monteiro, São João do Tigre, Zabelê e São Sebastião do Umbuzeiro. Nestas cidades vivem rendeiras que preservam a técnica passada de geração para geração e que hoje é considerada patrimônio cultural da Paraíba.

“Foi uma experiência reveladora e continua sendo, porque é algo que realmente me transformou. Acho que nos permite descobrir todo o valor de um trabalho manual que é maravilhoso, que é nosso patrimônio, nossa cultura e a nossa essência. São mulheres que têm amor por aquilo que fazem e a gente descobre o que realmente importa, que são as pessoas por trás das roupas, as histórias que as roupas carregam e a alma que nelas existem”, afirmou a estilista.

Para a gestora do Programa de Artesanato da Paraíba, Lu Maia, levar a renda renascença ao São Paulo Fashion Week é importante para a divulgação do produto e consolidação do artesanato paraibano no mundo da moda. “Vamos mostrar o que temos na Paraíba, o nosso artesanato tipo exportação. Estamos procurando abrir o mercado nacional e também o internacional, pois temos um produto de qualidade e que vem sendo reinventado com novos conceitos”, avaliou.

O estilista paraibano Romero Sousa foi o responsável por apresentar a renda renascença a Fernanda Yamamoto. Segundo ele, as peças produzidas conseguem dar um ar de sofisticação sem deixar de lado a tradição e essência da técnica tipicamente paraibana. “A coleção faz inúmeras referências ao Cariri, através de suas cores e tons. Foi uma experiência enriquecedora para todos, com troca mútua de conhecimento”, observou Romero.

De acordo com Romero Sousa, durante todo o trabalho houve a preocupação em valorizar o trabalho das rendeiras, buscando a melhor maneira de remunerá-las. Para a coleção, as artesãs receberam remunerações com o dobro do valor praticado normalmente no mercado.

A participação no São Paulo Fashion Week conta com o apoio do Programa de Artesanato da Paraíba; Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico; Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep); Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase); Empreender-PB; Secretaria da Mulher e Diversidade Humana; Sebrae; e Coletivo Feminista Cunhã.

Indicação Geográfica – A renda renascença possui o registro de Indicação Geográfica (IG), concedido pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Atualmente, no Brasil, existem 44 regiões reconhecidas como IG, das quais apenas sete com foco no artesanato. Desses, dois são da Paraíba: a renda renascença e o algodão colorido. O IG reforça a qualidade do produto fabricado em determinado lugar, valorizando a cultura e as tradições daquela localidade, além de criar um diferencial competitivo no mercado.