Fale Conosco

2 de abril de 2012

Relatório da CTI-NE confirma desempenho positivo do ‘Destino Paraíba’ em 2011



A cidade de João Pessoa praticamente dobrou a movimentação turística entre 2010 e 2011. O aumento foi de 91,35%, superando a média nordestina (32,20%) e a brasileira (40,37%). Os dados constam do relatório sobre a Conjuntura do Desempenho do Turismo, divulgado pela Comissão de Turismo Integrado do Nordeste (CTI-NE), abrangendo o período de 2002 a 2011. O outro destaque da região foi Terezina, capital do Piauí.

O relatório é produzido com informações repassadas pelo Grupo Técnico e Planejamento da CTI-NE, da qual a Empresa Paraibana de Turismo (PBTur) faz parte. De acordo com os dados, o Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto, na Grande João Pessoa, registrou a passagem de 1.144.256 passageiros – embarcando e desembarcando – em 2011. Em 2010, esse volume foi de 598.003 passageiros. A Paraíba já vinha apresentando um crescimento sustentável, conforme dados comparativos entre 2009/2010, quando o Estado registrou o melhor índice (54,4%) do Nordeste, superando também a média do Brasil (20,8%) e da própria região (15,9%).

Para se ter uma idéia do resultado obtido pela Paraíba no número de desembarques no comparativo de 2009/2010, a Bahia apresentou um índice de 1,2% de crescimento no mesmo período, enquanto que Pernambuco chegou a 13,5% e o Ceará a 18,5%. Os três Estados são os que mais concentraram o volume de desembarques no Nordeste, segundo a CTI-NE, chegando próximo de 10 milhões de passageiros no período.

Vagas – A Paraíba também se destacou na geração de empregos formais em 2011, ficando em quinto lugar no ranking dos Estados do Nordeste, com um saldo de 7.033 empregos – dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego referentes ao período de janeiro a novembro do ano passado. O saldo de empregos mantidos na Paraíba em 2010 foi de 5.694. O Estado perdeu apenas para Pernambuco, Bahia, Ceará e Maranhão, e ultrapassou o Rio Grande do Norte no ranking regional.

Os indicadores do turismo do Nordeste apontam ainda que a região tem apresentado crescimento sustentável em relação à receita turística gerada nas capitais, a partir de 2002. Até 2006, esse crescimento chegou a quase 100%, passando de R$ 5,1 milhões para R$ 10,6 milhões. De 2006 a 2008 houve menor ritmo de crescimento de receita, chegando a R$ 11,9 milhões, mas o ritmo voltou a crescer em 2009, passando de R$ 13,2 milhões para R$ 18,3 milhões no ano passado.

A presidente da PBTur, Ruth Avelino, comemora os dados divulgados pela CTI-NE, porque eles refletem o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Governo do Estado, em especial, no ano passado e nos três primeiros meses de 2012. “Os números confirmam que o turismo na Paraíba está crescendo em ritmo bem superior ao do Brasil e às principais capitais do Nordeste”, enfatiza.

Ruth Avelino destaca a decisão do Governo de priorizar o segmento turístico, mas, sobretudo, as ações que vem sendo desenvolvidas em parceria com o trade turístico, que passou a entender a importância de agir juntos. A dirigente aponta as capacitações e treinamentos de agentes e operadores de turismo do Destino Paraíba; a participação em eventos no Brasil e exterior; a divulgação espontânea na mídia nacional, a partir de convites feitos aos jornalistas especializados; e na integração entre os setores público e privado, como fundamentais para a melhoria do desempenho da Paraíba no cenário nacional.