Fale Conosco

3 de junho de 2013

Reivindicações apresentadas nas audiências do ODE constarão no acordo do Governo com Banco Mundial



As reivindicações apresentadas por agricultores e associações de classe nas plenárias do Orçamento Democrático Estadual (ODE), encerradas no último fim de semana, vão integrar o conteúdo da carta-consulta que prevê um novo acordo financeiro do Governo do Estado com o Banco Mundial. O documento já começou a ser elaborado e será reforçado pelos anseios das comunidades registrados em cada uma das 14 regiões visitadas. A avaliação final do Banco deve acontecer no próximo semestre.

As plenárias serviram de base para o atendimento direcionado, principalmente aos agricultores, levando em consideração as reais necessidades dos municípios, com foco nos investimentos mais urgentes”, declarou o gestor do Projeto Cooperar, Roberto Vital. “Observamos que o problema da seca ainda é a maior preocupação do homem do campo, por isso as solicitações, no geral, foram ligadas aos meios de facilitar esse convívio”, completou.

Segundo Vital, foram solicitadas mais construções de passagens molhadas, cisternas, barragens subterrâneas e poços. “O sistema de abastecimento d’água, de forma geral, ainda está entre os principais pedidos de muitas famílias. Já investimos muito quanto a isso e vamos continuar investindo”, enfatizou.

Em Itaporanga, local da última plenária do ODE, no último sábado, o Cooperar entregou 24 obras, que vão beneficiar quase 2 mil famílias. “Entregamos sistemas de abastecimento d’água e 16 máquinas para facilitar a produção de produção de arroz vermelho, totalizando mais de R$ 2 milhões de reais”, disse o gerente-técnico do Cooperar, Francisco Fábio Oliveira. Em todo o Vale do Piancó, o Estado beneficia 12 mil pessoas de 15 municípios, com ações que totalizam R$ 4,9 milhões.

Contrato – O acordo vigente entre o Governo do Estado (Projeto Cooperar) e o Banco Mundial permitiu o investimento de mais de R$ 44 milhões em toda a Paraíba. Cerca de 25 mil famílias foram beneficiadas com subprojetos diversificados, entre eles: apoio à apicultura, piscicultura, caprinocultura, produção de arroz vermelho, fruticultura, construção de usinas de reciclagem, de beneficiamento de leite e sistemas de abastecimento d’água.