Fale Conosco

9 de abril de 2012

Registro de homicídios cai 75% em João Pessoa durante Semana Santa



Queda de 75% no registro de homicídios em João Pessoa, de 47% na Capital e região metropolitana e de 19% em toda a Paraíba. Esses foram os resultados obtidos pela “Operação Semana Santa”, iniciada na última quinta-feira (5) pelas polícias Civil e Militar, o Corpo de Bombeiros e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Em João Pessoa, entre o Sábado de Aleluia e o Domingo de Páscoa, foram contabilizadas 48 horas sem ocorrência de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), o que contribuiu para a queda no registro de homicídios – de 16 em, 2011, para seis, em 2012.

Finalizada à meia-noite deste domingo (8), a operação também apresentou resultados positivos na Grande João Pessoa. Entre os dias 5 e 8, houve redução de 47% nos registros desse tipo de crime. Foram 19, em 2011, e dez, em 2012. Na cidade de Cabedelo, não houve CVLI no período de Páscoa. No Estado, houve 21 homicídios este ano, cinco a menos do que em 2011. Os resultados de 2011 e 2012 apontam para uma queda no número de assassinatos registrados na Paraíba, em relação a 2010 – quando, no mesmo período, foram contabilizados 34 homicídios.

Para Cláudio Lima, titular da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Seds), a queda do número de CVLI é resultado do trabalho integrado das polícias e dos bombeiros, além do planejamento antecipado e estratégico. “A sensação de segurança aumenta quando a sociedade passa a acreditar nas instituições, na presença, na qualidade do serviço prestado e nos resultados. É isso estamos fazendo”, destacou o secretário.

A operação – Durante todo o feriadão de Páscoa, a polícia intensificou as abordagens a pessoas e veículos, as vistorias em bares e outros locais propícios a situações de vulnerabilidade social e garantiu, ainda, a segurança no trânsito, com fiscalização para o cumprimento da Lei Seca.

A Polícia Militar utilizou todas as modalidades de policiamento: a pé, motorizado, canil, choque, Batalhão Ambiental, Ciclo Patrulha, Rádio Patrulha, Gate, Cavalaria, Companhia Especializada de Atendimento ao Turista (Ceatur), entre outras.

Já a Polícia Civil, além das delegacias distritais e municipais de plantão, manteve o funcionamento das especializadas da Capital e do Grupo de Operações Especiais (GOE) por 24 horas. O Disque Denúncia (197) continuou recebendo denúncias anônimas, com total sigilo e de forma gratuita. Nos casos de ocorrências simples, sem violência, os cidadãos puderam contar com o serviço da Delegacia Online (www.delegaciaonline.pb.gov.br).

Durante o período, também foram executadas ações específicas, previstas no Plano Operacional de Segurança Pública 2012, a exemplo da “Operação Sossego”, que busca garantir a paz e a tranquilidade da população coibindo a poluição sonora; a “Operação Saturação”, com a ocupação da polícia nos locais onde houver registro de homicídio ou tentativa de homicídio; e a “Operação Repressão ao Crack”, que consiste no combate permanente ao tráfico desse e outros entorpecentes; entre outras ações preventivas.