Fale Conosco

21 de março de 2013

Região do Seridó Oriental conhece projeto de desenvolvimento sustentável



A Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap) realiza, nesta sexta-feira (22),  mais um encontro de apresentação e discussão do Projeto de Desenvolvimento do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase), dessa vez na região do Seridó Oriental, no município de Picuí, a partir das 8h, no auditório da Câmara Municipal. Os encontros já foram realizados nas regiões do Cariri Oriental e Ocidental, e no Seridó Ocidental.

O objetivo do encontro é apresentar e discutir as linhas de ação do projeto com as lideranças da agricultura familiar (associações, cooperativas e sindicatos), ONGs e entidades de assessoria técnica, órgãos governamentais afins e gestores públicos municipais da região.

O secretário de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca, Marenilson Batista, destacou a importância desta primeira etapa do projeto por meio do diálogo aberto com a sociedade: “Com a discussão junto à população, compreenderemos as ações que devem ser priorizadas na região, de acordo com cada arranjo produtivo local, identificando as propostas que promovam o desenvolvimento sustentável”.

A programação começa com um levantamento das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado nos municípios da região, seguindo com a apresentação do projeto e suas linhas de ação. No período da tarde, começam os debates e encaminhamentos para a implementação das ações do Procase no Seridó Oriental.

Na região do Seridó Oriental, estão previstos no projeto os municípios de Baraúna, Frei Martinho, Juazeirinho, Cubati, Nova Palmeira, Pedra Lavrada, Picuí, Tenório, Seridó e Olivedos. O encontro da região do Curimataú será realizado na próxima terça-feira (26), no município de Remígio. 

O PROCASE – O Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú tem por objetivo melhorar de maneira sustentável a renda agrícola e não agrícola, os ativos produtivos, as capacidades organizacionais e as práticas ambientais nas áreas rurais mais pobres da região semiárida da Paraíba. Resultado da parceria entre o Governo do Estado e o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA), o projeto beneficiará 56 municípios do semiárido paraibano, onde serão investidos US$ 49,6 milhões, aproximadamente R$ 100 milhões de reais, sendo 50% dos recursos oriundos do FIDA e 50% do Governo, para um período de seis anos.