João Pessoa
Feed de Notícias

Reformas do Espaço e Santa Roza estão orçadas em R$ 20 milhões

sexta-feira, 28 de setembro de 2012 - 15:56 - Fotos: 

Foto: Alberi Pontes/Secom-PB

O governador Ricardo Coutinho autorizou nesta sexta-feira (28), a abertura do processo licitatório para a reforma de dois equipamentos históricos de João Pessoa e de grande importância para a cultura paraibana: Espaço Cultural José Lins do Rego e Teatro Santa Roza. A assinatura aconteceu no Salão Nobre do Palácio da Redenção com a presença de autoridades da área cultural e representantes da classe artística paraibana.

As reformas fazem parte do pacote de investimentos de mais de R$1 bilhão para a cidade de João Pessoa anunciado pelo governador Ricardo Coutinho no último dia 02 de agosto. Serão investidos nas reformas mais de R$ 20 milhões. “Faremos a revitalização de dois espaços essenciais para a cidade de João Pessoa e para a cultura paraibana”, afirmou o governador Ricardo Coutinho.

Desde sua fundação, em 1982, o Espaço Cultural não passava por reforma. O objetivo do governo do Estado é que o local passe a ser um espaço eminentemente voltado para a cultura e não mais para feiras e eventos, pois agora a Paraíba possui o Centro de Convenções destinado e muito bem equipado para esse tipo de atividade. “Nenhuma obra, em qualquer lugar do mundo, pode ficar três décadas sem nenhuma reforma. E precisamos cobrar do poder público e qualquer pessoa à frente dele, a manutenção destes equipamentos. Teremos o Espaço Cultural muito mais voltado para a cultura. Após as reformas, com certeza lá teremos um dos melhores teatros e um dos melhores cinemas do país”, afirmou Ricardo Coutinho.

O superintendente da Suplan, Ricardo Barbosa, garantiu que a revitalização do Espaço Cultural José Lins do Rego abrangerá todos os itens do equipamento: banheiros, auditórios, escola de dança, recepção, bilheteria, Teatro de Arena, Cine Bangue, Biblioteca, estacionamento. “A licitação deverá ser publicada no Diário Oficial na próxima segunda-feira (1º), a ordem de serviço sairá no início de novembro e a duração da obra levará de seis a oito meses”, declarou o superintendente de Planejamento de Obras.

A pianista Juliana Steinbach declarou-se emocionada pelo valor e potencial das obras, que em muitos aspectos nada devem a equipamentos da França, onde está radicada, ou outro espaço europeu onde já trabalhou. “Fiquei muito impressionada com o potencial artístico das instalações do Espaço Cultural e com a beleza arquitetônica do Santa Roza. Para uma paraibana que mora fora, vejo que o Estado está sensível às artes e fico feliz com esses investimentos. Exprimo meus sinceros votos de sucesso e meu pessoal entusiasmo. Tenho certeza que esses projetos darão um salto cultural e artístico à Paraíba”, disse Juliana.

A presidente da Funesc, Lu Maia, disse que  “finalmente, o Espaço Cultural ganhará a reforma que merece. Mas, nessa gestão, muito já foi feito pela Funesc para a cultura paraibana: visibilidade às manifestações alternativas, editais para ocupação de teatros e galerias, oferecimento de cursos para a comunidade, entre tantos outros”, afirmou.

Foto: Alberi Pontes/Secom-PB

Por fim, o governador Ricardo Coutinho pediu compreensão da classe artística pelos ajustes que deverá ocorrer na agenda desses dois espaços quando da efetivação das reformas. “Alguns serviços deverão ser paralisados, com outros, procuraremos prosseguir, e buscaremos fazer tudo da mais rápida e melhor maneira possível”, afirmou o governador. E também adiantou que nos próximos dias assinará o início do processo licitatório de mais dois importantes equipamentos culturais: o Cine Teatro São José, em Campina Grande; e o Teatro Irácles Pires, em Cajazeiras.

Um dos maiores – O pacote de obras anunciado hoje está orçado em R$ 19.999.444,40 para as dependências do Espaço Cultural e mais R$745.497,58 para o Teatro Santa Roza – realizados com recursos próprios do Governo do Estado.

Um dos maiores espaços destinados à cultura no Brasil, o Espaço Cultural José Lins do Rego, um dos poucos complexos do gênero no país a agregar diversas unidades destinadas a diferentes tipos de manifestações artísticas em um mesmo local. Em 30 anos de existência, o Espaço Cultural José Lins do Rego, que sedia a Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), passará pela primeira grande reforma desde sua inauguração, em 13 de abril 1982.

Nas dependências do Espaço Cultural, a reforma será mais abrangente, garantindo a troca de toda a coberta do prédio, que terá revestimento termo-acústico. Itens como estacionamento, recepção, boxes, banheiros da Praça do Povo, Biblioteca, Escola de Dança, Museu, Teatro de Arena também estão incluídos no pacote. As instalações do setor administrativo, os seis auditórios localizados nos mezaninos também passarão por reformas.

A instalação de uma praça de alimentação será uma das novidades no Espaço Cultural. Também estão previstas reforma da bilheteria e troca do piso deteriorado da Praça do Povo. Na Biblioteca, parte do piso será trocada e o local ganhará um revestimento acústico. Nos seis auditórios do mezanino serão retirados os carpetes e colocado um novo piso, será retirado o forro de gesso e será instalado um forro de PVC. No Cine Banguê e Teatro Paulo Pontes, as prioridades são a substituição das poltronas e instalação de nova climatização. Os revestimentos serão trocados e os novos terão tratamento acústico e impermeabilização.

Foto: Alberi Pontes/Secom-PB

Teatro Santa Roza – O pacote inclui melhorias no sistema acústico, bem como nova climatização, reforma dos banheiros e camarins. Também será providenciado um novo piso, a substituição e impermeabilização dos revestimentos de madeira e recuperação da coberta. Será realizada uma recuperação na cobertura do teatro, recuperação dos lambris, da fonte lateral, revisão na rede elétrica com espacial atenção aos lustres do salão. A empresa que for executar a obra precisará ter funcionários especializados na recuperação de patrimônios históricos, já que o Teatro é tombado e a obra será acompanhada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep).

Em todos os prédios serão feitas reformas nas redes elétricas e hidráulicas, a acessibilidade será reforçada e nos locais onde não existe, será implantada. Os sistemas de combate a incêndio serão reforçados e todos os prédios serão pintados.