Fale Conosco

3 de agosto de 2011

Rede Estadual de Ensino aplica Provinha Brasil de Matemática



As 12 gerências regionais de Educação já estão distribuindo, nas 1.036 escolas da rede estadual, os kits da Provinha Brasil/Teste 1 de Matemática, que pela primeira vez está sendo efetuada na rede pública de ensino. Após o recebimento do material, as unidades de ensino podem aplicar a prova com as turmas do 2º ano do Ensino Fundamental, que estão vivenciando o processo de alfabetização.

As gerências terão até 19 de agosto para entregar os kits nas escolas, impreterivelmente, para a aplicação das avaliações. A data de aplicação da prova ficará a cargo de cada escola, contanto que seja feita com todas as turmas no mesmo dia. Os kits foram entregues pelo Ministério da Educação (ME), diretamente nas escolas.

O ME pretende, a partir de 2012, uniformizar a aplicação, ou seja, duas aplicações por ano, tanto da provinha de Português, que ocorre nos meses de abril e novembro, quanto do teste de Matemática. Este ano foi aplicada e consolidada a Provinha Brasil/ Teste 1/ Português, com 7.048 alunos avaliados em 455 turmas. Em novembro, o teste 2 de Português será aplicado para o mesmo público, com o objetivo de consolidação do processo de alfabetização das turmas no nível cinco definido pelo Ministério da Educação.

Avaliação – O objetivo da Provinha Brasil é medir o conhecimento dos alunos e fazer uma avaliação diagnóstica para testar o desempenho dos alunos em processo de alfabetização, no início do segundo ano de escolaridade do ensino fundamental.

Todos os alunos da rede pública estadual estão automaticamente convidados a participar, atendendo a um chamado do Governo Federal. Além do material da provinha, que é o caderno de teste, estão sendo distribuídos também 455 kits compostos de caderno do professor aplicador, um passo a passo, reflexões sobre a prática pedagógica do professor alfabetizador e um guia de correção.

O resultado da avaliação será apresentado a partir de relatórios elaborados pelas próprias unidades escolares, que encaminham para as GRE. Estas, em seguida, enviam para a Secretaria da Educação. Os dados serão avaliados pela equipe pedagógica da SEE, para servirem como base de planejamento, propostas e execuções de ações na sala de aula e na escola, visando buscar a resolução dos problemas encontrados, com o objetivo de modificar estratégias e procedimentos de ensino que não se mostraram adequados e para avançar nos pontos em que os resultados se mostraram satisfatórios. Ao final, os resultados são encaminhados para o Ministério da Educação.