João Pessoa
Feed de Notícias

Rede de TV destaca programas de ressocialização do Governo da Paraíba

quinta-feira, 19 de setembro de 2013 - 19:11 - Fotos:  João Francisco/Secom-PB

O jornalista e militante social Fernando Gabeira está em João Pessoa desde a última terça-feira (17) gravando para o seu programa exibido na GloboNews. Aqui na Paraíba, Gabeira retrata a implementação das alas LGBT dentro dos presídios, uma ação da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). O jornalista também documentou o Projeto Castelo de Bonecas, desenvolvido dentro da Penitenciária de Recuperação Feminina Maria Júlia Maranhão.

Fernando Gabeira destacou que a decisão de vir à Paraíba foi motivada pelas notícias sobre as novidades nos presídios. “As novidades não se limitam à criação do pavilhão gay, mais também se expressam na presença de gestores interessantes, como o ex-detento que é diretor de um presídio e a criação do campus universitário avançado em Campina Grande, por exemplo.

Como eu não poderia abarcar todos, então procurei fazer um trabalho sobre a ala gay e constatei que há avanços. A própria ala gay é um avanço no presídio masculino, mas fiquei muito surpreso conversando com as presas do presídio feminino. Elas não querem separação, as pessoas que vivem juntas vivem bem, satisfeitas”, observou.

Sobre o projeto Castelo de Bonecas, Gabeira destacou que é uma experiência importante porque mobiliza 20 pessoas que produzem bonecas que são vendidas e que futuramente podem dar também, a cada uma dessas reeducandas, possibilidades de ser uma empreendedora e ter seu próprio negócio. “Através deste processo se cria uma espécie de neutralização de qualquer preconceito pelo fato da pessoa ser ex-presidiária”. Na opinião do jornalista, a ressocialização significa voltar ao seio da família. “É voltar a ter o contato com os familiares, disputar um lugar no mercado de trabalho, ter uma posição social e ser um cidadão”, observou.

Para o secretário de Administração Penitenciária, Wallber Virgolino, a visita de Fernando Gabeira é muito importante para o desenvolvimento do projeto de ressocialização. “A vinda dele para conhecer as ações do sistema prisional paraibano significa muito pra nós, uma vez que o nosso trabalho de recuperação das pessoas em situação de cárcere está ganhando visibilidade e mostrando a sociedade que, com vontade política e muito trabalho, poderemos mudar a realidade das pessoas para melhor”.