Fale Conosco

31 de maio de 2012

Receita Estadual disponibiliza serviço pela internet da GNRE Online para contribuintes



A Secretaria de Estado da Receita ampliou os serviços via internet para os contribuintes paraibanos e as consultas com maior agilidade feitas nos postos fiscais. A Guia Nacional de Recolhimento de Receitas Estaduais, mais conhecida como GNRE Online, já está disponibilizada na página da receita  http://www.receita.pb.gov.br/idxdecl_gnre.php

A utilização da GNRE Online possibilita aos contribuintes de Substituição Tributária mais agilidade tanto na emissão do documento de arrecadação como na liberação das mercadorias nos postos fiscais oriundas de outros estados.

“Com a GNRE Online ganhamos em três aspectos fundamentais: temos agora uma informação mais rápida, ampla e também segura tanto para os contribuintes como para os postos fiscais”, reforçou o gerente de Arrecadação da Secretaria de Estado da Receita, José Flávio Dias da Costa, ao acrescentar que o tempo de resposta para algumas consultas nos postos será de apenas três segundos. “Não temos dúvidas de que com a GNRE Online vamos ganhar em eficiência e reduzir as inconsistências do atual modelo que trabalha em Off line”, frisou.

Até então, os postos fiscais na Paraíba utilizavam apenas o sistema da GNRE Offline, que é mais limitado no aspecto do tempo na consulta de informações dos contribuintes. O gerente de Arrecadação da Receita Estadual informou que o sistema Offline será desativado até o dia 30 de junho.

José Flávio Dias da Costa revelou que a Substituição Tributária do Estado já representa 17% da arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e o objetivo da GNRE Online é facilitar com maior rapidez a emissão de sua guia de pagamento, podendo ser efetuado também por meio dos serviços de internet fornecidos pelos bancos. “Ainda com a GNRE Online, teremos condições de monitorar de forma mais ampla todos os dados, tendo uma base de GNRE emitida. Quando o banco conveniado prestar contas, já teremos todas as informações no sistema para liberar com segurança”, lembrou.