Fale Conosco

27 de novembro de 2012

Ração da Empasa atende rebanho de mais de 4 mil produtores



O Programa Emergencial de Manutenção do Rebanho, em execução há menos de um mês pela Empresa Paraibana de Abastecimento e Serviços Agrícolas (Empasa), já beneficiou mais de 4 mil produtores paraibanos com o  financiamento de ração animal pela metade do preço de mercado. Nesta terça-feira (27), a empresa abriu um posto de venda subsidiada na cidade de Picuí. O objetivo é garantir o mínimo possível de alimento para os rebanhos nessa estiagem.

Até agora foram comercializadas 1.500 toneladas de torta de algodão, farelo de soja e silagem de milho e sorgo. Com  a venda subsidiada dos produtos a Empasa arrecadou R$ 835 mil, recursos que serão utilizados na compra de mais ração para atender a demanda do programa.

O diretor de Operações da Empasa, Felipe Ferreira Adelino, afirmou que os produtores estão aprovando o programa. “Os produtores estão extremamente satisfeitos e querendo que o programa  continue e cresça”, afirmou. São nove os pontos de venda da ração animal: Patos, Campina Grande, Cajazeiras, Monteiro, Catolé do Rocha, Pombal, Itaporanga, Sousa e Picuí.

Os produtores têm acesso à compra subsidiada a partir do cadastro da compra do milho da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Quem ainda não tem esse cadastro apresenta a  carteira de identidade e efetua sua inscrição.  As pessoas recebem o boleto nos escritórios da Empasa, vão ao banco, fazem o pagamento e em seguida se dirigem aos pontos de venda para adquirir a ração.

A torta de algodão é vendida a R$ 30,00 a saca com 50 kg, o farelo de soja custa  R$ 40,00 a saca com 50 kg, além da silagem de milho e sorgo, que estão sendo repassados por R$0,30 cada kg.

As ações recebem o suporte do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza no Estado da Paraíba (Funcep). O Governo também está promovendo a distribuição gratuita de rações por meio da Secretaria de Infraestrutura, e também já beneficiou mais de 30 mil famílias em todo Estado.