João Pessoa
Feed de Notícias

Quantidade de crack apreendida é três vezes maior que em 2010 na Paraíba

sexta-feira, 10 de junho de 2011 - 18:22 - Fotos: 

Nos primeiros quatro meses de 2011 a polícia praticamente dobrou o número de apreensões de drogas em toda a Paraíba. De janeiro a abril deste ano, foram realizadas 623 apreensões contra 381 no mesmo período do ano anterior. A quantidade apreendida de crack, uma das drogas mais consumidas no país, foi três vezes maior que em 2010. Ao todo, foram 28,590 quilos da droga este ano. No mesmo período do ano passado, foram apenas 9,123 quilos.

As apreensões de maconha também chamam a atenção. Foram 145 a mais que em 2010, o que representa um aumento de 77,95%. As apreensões da droga somaram 106 quilos em 2011 e 58,024 quilos no ano passado.De acordo com secretário Cláudio Lima, o combate ao narcotráfico vem sendo realizado de forma intensa pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (Seds) e os números refletem o desempenho da atual gestão.

“Nós investimos no trabalho de repressão qualificada, ampliamos as equipes de investigação da Delegacia de Repressão a Entorpecentes e a Homicídios da Capital, entre outras ações importantes que nos ajudaram a obter esses excelentes resultados. Isso mostra que estamos no caminho certo”, afirmou o secretário.

O apoio da população com denúncias anônimas através do 197 também tem sido fundamental para o êxito das operações policiais.  De acordo com o delegado titular da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Capital, Alan Terruel, cerca de duas denúncias são recebidas por dia só na especializada.

“Essas denúncias são extremamente importantes, uma vez que eles nos dão base para as investigações. Nossa meta é atender a todas, oferecendo cada vez mais respostas à sociedade”, afirmou o delegado. Ainda segundo Alan Terruel, para permanecer na especializada os agentes têm uma meta de produtividade a ser cumprida. Cada equipe precisa realizar, no mínimo, um flagrante por semana e atender a pelo menos uma denúncia do 197 nesse período.

Para melhorar o combate ao tráfico de drogas, a DRE também espera ampliar o número de equipes. Atualmente, são dois delegados, 11 agentes de investigação e dois escrivães. O secretário Cláudio Lima lembrou ainda que o enfrentamento às drogas deve reunir esforços de toda a sociedade. “A nossa polícia está pronta para agir. Mas, só isso não adianta. A prevenção é o caminho mais rápido para resolver o problema e estamos buscando essa integração com a sociedade”, destacou Cláudio Lima.

Para o pastor João Filho, gestor do Programa Estadual de Políticas sobre Drogas, a Paraíba está despertando para essa responsabilidade. “Nós estamos vivendo um momento importante que é a consciência de todos os atores sociais. O combate às drogas é um dever de todos, temos um governo cada vez mais articulado nesse sentido e as políticas públicas estão avançando em nosso Estado”, avaliou.

Disque Denúncia 197 – O Disque Denúncia funciona das 8h às 19h, de segunda a sexta-feira, com plantão de 24h aos sábados. O número é nacional, definido pela Anatel, e a ligação é gratuita, de qualquer lugar do Estado. O cidadão não precisa se identificar e recebe um número de protocolo, com o qual pode consultar o andamento das investigações, ou mesmo complementar a denúncia.