Fale Conosco

2 de julho de 2009

Público e vendas garantem sucesso do 10º Salão de Artesanato



Foi sucesso de vendas e público o 10º Salão de Artesanato Paraibano, que teve computada a importância de R$ 810.033,00 em vendas feitas pelos artesãos, afora muitas encomendas que poderão vir na fase posterior ao evento, como sempre acontece.

Realizado durante o Maior São João do Mundo em Campina Grande, pelo Governo do Estado e o Sebrae, com o apoio da Caixa Econômica, o Banco do Brasil, a Eletrobrás, A União Editora, Rede Paraíba Design, Prefeitura Municipal de Campina Grande, Federação das Indústrias do Estado da Paraíba, Cooperativa do Algodão Colorido da Paraíba e Campina Auto Shopping, o evento coordenado pelo Programa de Artesanato Paraibano contou com a visitação de 75 mil pessoas, principalmente turistas que visitam aquela cidade durante o período junino.

O Programa de Artesanato Paraibano, que tem como presidente de honra, a arquiteta Sandra Moura, e como gestora, Marielza Araújo, garante com os salões e feiras como esta a ampliação da geração de mais oportunidades de emprego e renda para o artesão paraibano.

Após o Salão, o Programa já viabilizou a participação do artesanato paraibano no 4º Salão de Turismo, que começou nesta quarta-feira em São Paulo. Nesta sexta-feira, 3, o Programa estará na Fenneart-Feira Nacional de Negócios de Artesanato que vai até o dia 12 no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, que nesta edição vai homenagear os 100 anos do Mestre Vitalino.

A gestora do Programa, Marielza Araújo, informou que dentro da proposta de oferecer cada vez mais espaço aos artesãos, está programada até o final do ano a realização de cursos e treinamentos. “A Paraíba tem um artesanato de qualidade e vem buscando novos mercados, procurando a divulgação da produção artesanal para outros centros consumidores”.

Explicou ainda, Marielza, que o Programa deixou o Cendac, na avenida João Machado e está agora instalado na Casa do Artista Popular, na Praça da Independência, nesta Capital. A Casa do Artista Popular, a Casa do Artesão na rua Maciel Pinheiro, o Mercado de Artesanato Paraibano e o Mercado redondinho, em Tambaú, fazem parte do Programa de Artesanato Paraibano e agora as ações serão todas coordenadas num só objetivo que é o de valorizar cada vez mais o produto artesanal paraibano.

Goretti Zenaide, da Assessoria de Imprensa do Programa de Artesanato Paraibano