João Pessoa
Feed de Notícias

Publicação revela ainda queda nos índices de criminalidade e vocação da Paraíba para o turismo

sexta-feira, 23 de outubro de 2009 - 15:50 - Fotos: 
A taxa de mortalidade infantil deverá cair nos próximos seis anos na Paraíba. O índice deve reduzir de 38%, verificados em 2007, para 27.90% em cada mil nascimentos em João Pessoa e interior do Estado, em 2015. A projeção faz parte do Anuário Estatístico 2008. A publicação foi divulgada pelo superintendente do Instituto de Desenvolvimento Municipal e Estadual (Ideme), Achilles Leal Filho, durante entrevista coletiva à imprensa, na manhã desta sexta-feira (23), na Capital.

A publicação mostra que desde 1991 a taxa de mortalidade infantil vem caindo na capital e interior do Estado. Naquele ano, 77.40% de cada mil nascidos vivos morriam. Em 2007, o número reduziu para 38%. Em 2015, a projeção ficará em 27.90%. Esse valor é menor que o previsto, por exemplo, para Pernambuco. Em 2015, a taxa de mortalidade infantil dos pernambucanos deverá atingir 28,60% em cada mil nascimentos.

Menos crimes – Na publicação do Ideme, o índice de criminalidade tem apresentado queda entre 2006 e 2007, na Paraíba. Em 2006, houve 25.553 crimes, incluindo homicídios, latrocínios, estupros, roubos de veículos e tráfico de drogas. Em 2007, o número caiu para 20.506 na capital e interior do Estado. Ou seja, 5.047 crimes a menos no Estado.

 
Turismo – O Anuário Estatístico comprova a vocação turística da Paraíba. Em 2005, o fluxo turístico ficou em 1.018.220 na Capital e interior do Estado. Em 2006, o número subiu para 1.095.786, segundo o Anuário Estatístico. Em 2007, o desempenho do setor cresceu ainda mais na Paraíba. O fluxo atingiu 1.151.076. Entre 2006 e 2007, houve crescimento de 5,05% no turismo.

De acordo com o superintendente do Ideme, Achilles Leal Filho, a redução da taxa de mortalidade infantil, diminuição de crimes e aumento do fluxo turístico na Paraíba revela que o Estado tem desenvolvido ações públicas de melhoria da qualidade de vida dos paraibanos. “São números positivos para o Estado e que refletem ações de trabalho na Paraíba”, avaliou Achilles Leal Filho.

Subsídios – Ele disse que a publicação servirá de base para que prefeitos e Governo do Estado desenvolvam ações segundo a realidade de cada município da Paraíba. “O Anuário possui informações sobre território, demografia, saúde, saneamento básico, meio ambiente e habitação, entre outras. Ele serve para que o poder público tenha conhecimento mais detalhado sobre a Paraíba para poder montar as políticas públicas”, declarou. Na próxima terça-feira, o Anuário Estatístico 2008 estará disponível no site do Ideme: www.ideme.pb.gov.br.

O diretor do Departamento de Informações para o Planejamento do Ideme, Geraldo Lopes, ressaltou que os dados estatísticos e indicadores, referentes a 2007, são válidos para 2008, a exemplo da taxa de mortalidade infantil. “O Anuário 2008 só ficará defasado quando for publicada a edição 2009. No caso, as informações de 2007 representam 2008”, lembrou.

Da Assessoria de Imprensa do Ideme