Fale Conosco

4 de dezembro de 2013

Provas do Enem são aplicadas em 31 unidades prisionais da Paraíba



A aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para pessoas privadas de liberdade na Paraíba foi marcada pela tranquilidade e disciplina nas 31 unidades prisionais participantes. A Fundação Cesgranrio foi responsável pelas provas com apoio da Gerência de Ressocialização (GER) da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). O representante do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Francisco Guilherme Nóbrega Spinelli, acompanhou a realização do Enem nos presídios.

O secretário da Administração Penitenciária, Wallber Virgolino, disse que a aplicação do Enem nas unidades prisionais, assim como o supletivo nos níveis fundamental e médio, ocorrido recentemente, mostram que o Estado da Paraíba está investindo na ressocialização através da educação. “Quero ressaltar o total apoio dos diretores das unidades onde aconteceram as provas, assim como de toda a equipe que compõe a Gerência de Ressocialização que vem trabalhando intensivamente neste processo. O ano de 2013 foi de muitas conquistas e consolidação do processo educativo e de qualificação profissional para as pessoas em situação de cárcere na Paraíba e esta ampliação de 14 para 31 unidades realizando o Enem retrata este bom momento”, comentou.

Unidades atendidas – As provas estão sendo aplicadas nas seguintes unidades prisionais: Cadeia de Santa Luzia, Cadeia de Princesa Izabel, Cadeia de São João do Rio do Peixe, Penitenciária de Campina Grande Jurista Agnello Amorim, Cadeia de Alagoinha, Cadeia de Pocinhos, Cadeia de Sumé, Cadeia de Pedras de Fogo, Cadeia de Serra Branca, Albergue Feminino de Cajazeiras, Colônia Penal Agrícola de Sousa, Penitenciária de Reeducação Feminina Maria Julia Maranhão, Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, Cadeia de Malta, Cadeia de Itabaiana, Presídio de Sapé, Cadeia de Bayeux, Penitenciária Feminina de Patos, Complexo do Serrotão, Penitenciária de segurança Máxima de Campina Grande, Penitenciária Feminina de Campina Grande, Penitenciária Regional de Patos, Penitenciária Padrão de Cajazeiras, Penitenciária de Psiquiatria Forense, Penitenciária Desembargador Silvio Porto, Penitenciária Dr. Romeu Gonçalves de Abrantes – PB1, Penitenciária João Bosco Carneiro, Penitenciária de Segurança Máxima Geraldo Beltrão, Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega (Roger) e Penitenciária Padrão de Catolé do Rocha.

A gerente de ressocialização, Ziza Maia, informou que a Seap fez todo o acompanhamento do processo, desde o planejamento até a aplicação das provas, que transcorreram de forma tranquila, sem registros de incidente. “Faço questão de parabenizar todos os participantes pelo empenho e a vontade de trilhar novos horizontes por meio da educação”, enfatizou.