Fale Conosco

16 de novembro de 2016

Provas de Avaliação Nacional da Alfabetização são aplicadas na Paraíba



As provas da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA) estão sendo aplicadas na Paraíba desde o dia 14 de novembro e vão até o dia 25. Um total de 43.320 estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental participa da avaliação. A ANA é uma avaliação censitária que envolve alunos do 3º ano do Ensino Fundamental das escolas públicas, com o objetivo principal de avaliar os níveis de alfabetização e letramento em Língua Portuguesa, alfabetização Matemática e condições de oferta do Ciclo de Alfabetização das redes públicas.

Por meio da ANA, são produzidos indicadores sobre o processo de alfabetização dos estudantes nos três primeiros anos do Ensino Fundamental. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), contratou as Instituições Aplicadoras Fundação Getúlio Vargas (FGV), Fundação Cesgranrio e o Centro de Políticas Públicas e Avaliação Educacional da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF) para a operacionalização da ANA 2016.

De 14 a 25 de novembro, a ANA está sendo aplicada durante dois dias para cada turma de 3º ano do Ensino Fundamental. No primeiro dia são aplicadas provas de Língua Portuguesa (Leitura e Escrita), com 1h30min de duração e no segundo dia são aplicadas as provas de Matemática, com 1h de duração.

Segundo Iara Andrade, gerente de avaliação do Proava/SEE e coordenadora estadual da ANA na Paraíba, a logística de aplicação está sendo coordenada pelo CAED/UFJF/SEE, com 48 polos de apoio, com seus respectivos coordenadores, selecionados a partir das 14 Gerências de Regionais de Educação (GREs) e aproximadamente 687 aplicadores de campo.

Estão sendo avaliados 43.320 estudantes do 3º ano do Ensino Fundamental, sendo 7.688 da rede estadual, 35.606 da rede municipal e 26 estudantes da rede federal, totalizando 1.286 escolas e 2.048 turmas avaliadas.

A ANA faz parte das avaliações desenvolvidas pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), que tem como principal objetivo avaliar a Educação Básica brasileira e contribuir para a melhoria de sua qualidade e para a universalização do acesso à escola, oferecendo subsídios concretos para a formulação, reformulação e o monitoramento das políticas públicas voltadas para a Educação Básica.

Além disso, procura também oferecer dados e indicadores que possibilitem maior compreensão dos fatores que influenciam o desempenho dos alunos nas áreas e anos avaliados.