Fale Conosco

3 de fevereiro de 2016

Prorrogadas inscrições do PSS para alfabetizadores, tradutores-intérpretes e coordenadores



As inscrições para processo seletivo simplificado para o preenchimento de vagas para alfabetizadores, tradutores-intérpretes da língua brasileira de sinais (libras) e coordenadores de turmas foram prorrogadas até o dia 17 deste mês. Eles vão atuar como voluntários, no âmbito do Plano Estadual de Alfabetização de Jovens e Adultos, em parceria com o Governo Federal, por meio do MEC/Programa Brasil Alfabetizado/FNDE – Ciclo 2015/2016.

O processo seletivo visa o preenchimento de vagas para a prestação de serviços voluntários por tempo determinado (oito meses), com possibilidade de renovação por igual período, a critério da administração do programa. O Voluntário Alfabetizador selecionado poderá desenvolver atividades de alfabetização em até duas turmas ativas, desde que o horário de funcionamento não seja concomitante e que uma das turmas tenha, no mínimo, 20 (vinte) alfabetizandos.

O candidato aprovado nessa chamada pública deverá desenvolver suas atividades em escolas ou em espaços alternativos da comunidade, quando não houver condições de funcionamento em espaços escolares, conforme a necessidade local. Fica terminantemente proibida a organização de turmas em residências.

Movimentos Sociais – As inscrições para os coordenadores ou responsáveis pelos Movimentos Sociais e Instituições para apresentação das demandas de alfabetização para o Programa de Alfabetização de Educação de Jovens e Adultos– Paraíba Alfabetizada também foram prorrogadas até o dia 17 de fevereiro.

Para seleção dos alfabetizadores populares, os movimentos deverão levar em consideração os seguintes requisitos: ser brasileiro, nato ou naturalizado, ou cidadão português, amparado pelo estatuto de igualdade de direitos; possuir no mínimo 18 anos de idade; não estar exercendo cargo público eletivo; ter, no mínimo, formação de nível médio completo ou estar concluindo, ter disponibilidade de, no mínimo, 10 horas semanais para desenvolver a função e ter disponibilidade para participar da Formação Inicial (uma semana) e Formação Continuada durante o Programa (um encontro de 8 horas uma vez por mês).

Já para seleção de coordenador voluntário de turma, os critérios de nacionalidade e idade são os mesmos, acrescentando os seguintes: ter formação em nível superior em Educação, já concluído ou em curso; ter conhecimento básico de informática/Internet que permita acessar o Sistema Brasil Alfabetizado (SBA); ter disponibilidade de, no mínimo, 15 horas semanais para desenvolver a função; ser capaz de realizar um acompanhamento sistemático ao trabalho em desenvolvimento nas turmas e de desempenhar todas as atividades descritas para os coordenadores de turmas no Manual Operacional do Programa Brasil Alfabetizado (disponível em www.mec.gov.br) e, por fim, ser capaz de acessar o SBA para prestar as informações solicitadas referentes às turmas sob sua supervisão e aos respectivos alfabetizandos, inclusive registrando os resultados dos testes cognitivos de entrada e de saída dos alfabetizandos.

O número de vagas determinadas para cada movimento ou instituição são as seguintes:

Mais informações podem ser obtidas pelos números (83) 3218-4046 ou 3218-4047.