João Pessoa
Feed de Notícias

Prorrogada situação de emergência em 25 municípios da Paraíba

quinta-feira, 22 de novembro de 2012 - 16:27 - Fotos:  Alberi Pontes/Secom-PB

Foto: Alberi Pontes/Secom-PB

O Governo do Estado prorrogou a situação de emergência em 25 municípios afetados pela estiagem prolongada. O decreto assinado pelo governador Ricardo Coutinho foi publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (22). A prorrogação da situação de emergência se fez necessária porque não há perspectiva de chuvas nos próximos meses para as áreas afetadas pela seca.

No decreto, o governador Ricardo Coutinho destaca que o Estado está passando pela pior seca dos últimos 30 anos que tem gerado prejuízo às atividades produtivas da agricultura e pecuária, assim como tem provocado danos à subsistência e à saúde em vários municípios.

Atualmente, 196 cidades se encontram em estado de emergência. No início de novembro, foi prorrogada a situação de emergência em 170 municípios. As 25 cidades que tiveram a situação de emergência prorrogada por mais seis meses são Alagoa Grande, Araçagi,  Areia, Belém, Caldas Brandão, Capim, Cuité de Mamanguape, Duas Estradas, Guarabira, Gurinhém, Mamanguape, Matinhas, Mulungu, Pilar, Pilões, Pirpirituba, Pedro Régis, Rio Tinto, São José dos Ramos, São Miguel de Taipu, Serra da Raiz, Serra Redonda, Sertãozinho, Sobrado e Lagoa de Dentro.

Para combater os efeitos da estiagem prolongada, o Governo do Estado  vem desenvolvendo diversos programas, a exemplo da Operação Carro Pipa, Bolsa  Estiagem, Seguro Safra, distribuição gratuita de ração animal e a comercialização a preços subsidiados de ração animal com desconto de 50% do preço de mercado.

O programa de distribuição de ração animal já encaminhou mais de 18 mil  toneladas de ração animal para alimentar os rebanhos nesse período de estiagem. Aproximadamente 29 mil agricultores paraibanos foram beneficiados. O programa teve início no dia 31 de julho e a exigência para o agricultor receber a ração é o rebanho estar em dia com a vacinação. No total, serão entregues aos produtores rurais 19 mil toneladas de ração, o equivalente a 19 milhões de quilos da mistura sorgo e milho.