Fale Conosco

9 de dezembro de 2013

Prontuários de pacientes do Hospital de Trauma da Capital ganham acervo



O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena (HEETSHL) inaugurou, nesta quarta-feira (4), o Memorial Clínico dos Pacientes, no km 11,5 da BR 230, estrada de Cabedelo, onde funcionará o arquivo dos prontuários e Boletins Eletrônicos (BEs) dos usuários que deram entrada na unidade desde o início de funcionamento do hospital em agosto de 2011. O acervo já conta com mais de 700 mil BEs e 78 mil prontuários.

Para o diretor administrativo do HEETSHL, Sidney Schmid, a iniciativa representa mais segurança aos pacientes e familiares e à própria documentação, além de acessibilidade ao material organizado “Isso é uma demonstração do comprometimento do hospital em garantir a sua memória através de documentos gerados pela internação dos usuários”, destacou.

De acordo com a coordenadora do Serviço de Arquivo Médico e Estatística (Same) do Hospital de Trauma, Sueli Miranda, a organização do arquivo é importante para os usuários e o próprio hospital. “Estes documentos poderão ser disponibilizados, caso haja solicitação prévia do paciente e familiares, que na maioria das vezes, têm o interesse para dar entrada no acesso a benefícios como o INSS, Seguro Desemprego, Seguro DPVAT, entre outros”, lembrou.

Ela ainda lembrou que a organização dos BEs e prontuários começa pelo envio dos documentos após a alta do paciente ao Sistema Nacional de Regulação (Sisreg), que funciona dentro do hospital e é responsável por fornecer informações ao SUS, e em seguida, encaminhados para o Same, que confere e organiza os dados para serem enviados ao setor de contas médicas, responsável pela cobrança dos serviços via Sistema Único de Saúde. “Após o faturamento, são devolvidos via sistema para serem arquivados pelo Serviço de Arquivo Médico e Estatística”, disse.