Fale Conosco

11 de abril de 2013

Projetos sociais aproximam polícia da comunidade em Campina Grande



Trinta e cinco crianças e adolescentes do bairro Mutirão, em Campina Grande, aproveitam a oportunidade de aprender a tocar um instrumento musical, através do projeto ‘Uma Nota Solidária’ desenvolvido pela Unidade de Polícia Solidária do bairro, inaugurada há dois meses. O objetivo é aproximar os policiais das famílias da comunidade, promovendo a inclusão social e cidadania através da música.

As oficinas começaram este mês e funcionam na sede do 2º Batalhão de Polícia Militar, duas vezes por semana. Um ônibus vai pegar e deixar os alunos na comunidade, que passam uma manhã inteira tendo contato com instrumentos de sopro, percussão e cordas. Cerca de seis militares ministram as aulas.

“Neste primeiro momento queremos chamar os pais para estimularem os filhos a participarem do projeto para em um segundo momento, com eles próximos dos nossos policiais, podermos corrigir problemáticas sociais como a evasão escolar, baixo rendimento letivo e vários outros fatores que podem comprometer o futuro desses jovens”, explicou o comandante do 2º BPM, tenente coronel Souza Neto.

Bola Solidária – Outro projeto social que também vem aproximando os policiais das crianças e adolescentes do bairro do Mutirão é a oficina de futebol de campo, ministrada por policiais da UPS, uma vez por semana no próprio bairro. Sessenta e cinco crianças já participam, desde o começo, do projeto. Todo início de treino eles refletem sobre um tema e são convidados a opinar sobre uma questão social.