Fale Conosco

3 de janeiro de 2013

Projetos do Prêmio Linduarte Noronha têm recursos liberados ainda este mês



Os autores dos 20 projetos selecionados na 2ª edição do Prêmio Linduarte Noronha receberão ainda este mês os respectivos recursos para a produção de 13 audiovisuais na categoria ‘Revelando a Paraíba’, quatro na categoria ‘Curta Metragem’ e três na área de ‘Desenvolvimento da Atividade Cineclubista’. Os produtores têm prazo até 31 de maio para entregar as obras à Secretaria de Cultura (Secult) e prestar contas do projeto. O Diário Oficial do último sábado (29) publicou os extratos dos contratos assinados no dia 20 do mês passado.

O Prêmio, que tem como objetivo estimular a produção audiovisual, é promovido pela Secult e pelo Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos. O Governo do Estado disponibiliza um montante de R$ 375.000,00 para a produção de obras e atividades cineclubistas.

A seleção foi realizada em duas etapas: habilitação e seleção. Para curtas metragens, foram selecionados quatro roteiros inéditos e a cada um estão sendo disponibilizados  R$ 37.600,00. Os projetos poderão ser nos gêneros de ficção, documentário, experimental ou animação, com duração entre 10 e 26 minutos.

A modalidade ‘Revelando a Paraíba’ se diferencia pelo objetivo de incentivar produtores que estão iniciando a carreira, não sendo necessária a comprovação de experiência anterior na área. Foram contemplados 13 roteiros inéditos, que receberão cada um a premiação no valor bruto de R$ 12.600,00.

Os três projetos na categoria ‘Renovação’ e ‘Desenvolvimento da Atividade Cineclubista’ receberá cada um o montante bruto de R$ 5.500,00.

Linduarte Noronha – O prêmio é uma homenagem a um dos expoentes do cinema paraibano. Precursor do Cinema Novo, Linduarte tornou-se referência para o cinema brasileiro a partir de sua obra mais célebre, o curta metragem Aruanda, obtendo grandes repercussões estéticas e inspirando cineastas como Glauber Rocha. Linduarte Noronha foi repórter, crítico de cinema, procurador do Estado e professor do Departamento de Comunicação da Universidade Federal da Paraíba. Faleceu em janeiro de 2012, deixando um longo histórico de contribuição ao Estado.