Fale Conosco

27 de setembro de 2017

Projetos de professores da rede estadual vão receber Prêmio Afrafep de Educação Fiscal edição 2017



Três professores da rede estadual de ensino vão receber nesta quinta-feira (28), às 9h30, no auditório da Escola Estadual Lyceu Paraibano, o ‘Prêmio Afrafep de Educação Fiscal 2017’. Além do certificado, cada um dos professores receberá o valor de R$ 2.000 como premiação por desenvolver os projetos de educação voltados para a educação fiscal na edição deste ano.

Projetos de todas as regiões do Estado concorreram à primeira edição. O ‘Prêmio Afrafep de Educação Fiscal’ é uma realização da Associação dos Auditores Fiscais do Estado da Paraíba (Afrafep) e do SicoobCreds.

O presidente da Associação dos Auditores Fiscais do Estado da Paraíba (Afrafep), Alexandre José de Lima Sousa, afirmou que o ‘Prêmio Afrafep de Educação Fiscal’ é a primeira edição estadual de entidades filiadas à Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite). “No plano nacional, o Prêmio Febrafite está na 6ª edição, mas a Paraíba se destaca por ser pioneira entre as unidades da federação por lançar um prêmio de educação fiscal estadual. O prêmio tem o intuito de resgatar iniciativas públicas de professores em sala de aula com foco em projetos de educação fiscal. Ao somar esforços com outras entidades e órgãos do Estado queremos formar um grande movimento educativo com o objetivo de contribuir para a construção de uma sociedade melhor por meio do poder transformador do conhecimento”, disse o presidente, acrescentando que durante a entrega do prêmio será lançado, de forma antecipada, a edição de 2018 do Prêmio Afrafep de Educação Fiscal.

Parceiros do Prêmio – O concurso é uma parceria da Afrafep, com apoio do Sicob, e de outros órgãos integrantes do Programa de Educação Fiscal do Estado. Os três projetos premiados foram avaliados pela Comissão Julgadora do Concurso, formada pelos parceiros: Receita Estadual, Secretaria de Estado da Educação, Escola de Administração Fazendária da Receita Federal (ESAF); Sindifisco-PB; Focco (Fórum Paraibano de Combate à Corrupção), Controladoria Geral da União (CGU); Ministério Público Estadual; Tribunal de Contas do Estado (TCE); Delegacia da Receita Federal em João Pessoa e pelo Conselho Regional de Contabilidade do Estado da Paraíba (CRC-PB).