Fale Conosco

20 de março de 2018

Projeto Viver Melhor: Cagepa adere ao projeto ’40 Dias sem Açúcar’



 

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), dando continuidade ao Projeto Viver Melhor, adere ao projeto 40 Dias Sem Açúcar, ação liderada pela psicóloga e mestre em neurociências, Renata Toscano. O desafio é totalmente gratuito, aberto ao público e tem como objetivo informar a população sobre os malefícios do açúcar que vão muito além da cárie, diabetes e obesidade. A próxima turma será iniciada nesta quarta-feira (21), em uma reunião no auditório da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), a partir das 13h30.

O desafio 40 Dias sem Açúcar está na sua 4ª edição e, após a apresentação, o grupo será acompanhado e mobilizado pelas redes sociais. Para participar da reunião, é preciso apenas levar 1kg de alimento não-perecível. O montante arrecadado será doado a instituições carentes de João Pessoa. “No fim do projeto, vamos realizar a 2ª Corrida 40 Dias Sem Açúcar. A ideia é inserir totalmente um cotidiano de saúde na vida dos participantes”, adiantou a psicóloga.

A gerente de Capital Humano da Cagepa, Gicelle Alcântara, explica que o desafio conta com o apoio de uma equipe multidisciplinar, composta por profissionais de diversas áreas para informar, orientar e conscientizar os participantes no processo de mudança do estilo de vida. “Nossa parceria com a equipe da psicóloga Renata Toscano já acontece com o projeto Viver Melhor, que tem esse propósito de trazer saúde e qualidade de vida aos funcionários. Então, quando eles articularam o início de mais uma turma do ’40 dias’, naturalmente, a companhia se engajou no desafio. Nossa expectativa para o sucesso dessa turma é extremamente positiva”, disse a gerente.

A psicóloga Renata Toscano explica que a substância é viciante, prejudicial à saúde e é difícil deixar de consumi-lo corretamente porque o ingrediente está presente em preparos e em alimentos que não imaginamos, como o molho de tomate e alguns defumados. “A sociedade em que vivemos é refém das grandes indústrias alimentícias, que empurram açúcar em excesso em todos os alimentos. É cientificamente provado que o açúcar tem um poder muito negativo no nosso organismo, porque ele ativa o sistema de recompensa no cérebro. O açúcar dá prazer e está inserido, equivocadamente, na nossa dieta desde a nossa infância”, observa.

A especialista alerta que o consumo excessivo do açúcar é a causa de muitas doenças crônicas que já viraram epidemias como diabetes, câncer e obesidade, mas até a males como o Alzheimer. Mas, como qualquer droga que atua no cérebro, a sensação de abstinência é forte. Portanto, o projeto ’40 dias’ orienta a retirada do açúcar de forma gradativa. “Ao total, o acompanhamento dura 61 dias, porque nos primeiros 21 vamos orientando e tirando aos poucos o ingrediente, acostumando o paladar e o cérebro”.

SERVIÇO:

Apresentação do projeto ’40 dias sem Açúcar’

Data: 21.03.18 – Quarta-feira

Local: Auditório da Cinep

Endereço: Avenida Feliciano Cirne, 50

Hora: 13h30

Entrada: 1kg de alimento não perecível