João Pessoa
Feed de Notícias

Projeto Quintas Dialógicas: artistas de SP e RS pesquisam Culto da Jurema na Paraíba

segunda-feira, 25 de julho de 2016 - 09:26 - Fotos:  Divulgação

A artista paulista Suzy Okamoto e o gaúcho Rafael Avancini estarão no Projeto Quintas Dialógicas da próxima quinta-feira (28), na Galeria Archidy Picado, na Fundação Espaço Cultural (Funesc), em João Pessoa. Eles farão palestra, a partir das 19h, e colocarão em discussão o projeto de pesquisa sobre o Culto da Jurema (culto religioso sincrético cuja matriz ė ameríndia), realizado no Litoral Sul da Paraíba.

Antes do Quintas Dialógicas, os dois artistas estarão à disposição para uma vivência no município do Conde. Essa vivência será na Arapuca Arte Residência, do artista francês Serge Hout, terça e quarta-feiras, (26 e 27), a partir das 14h. Na oportunidade, Okamoto e Avancini trocarão ideias sobre a pesquisa a respeito da Jurema Sagrada considerando, sobretudo, o aspecto da poética a ser apreendida na interlocução com o culto por intermédio dos registros de imagens e vídeos.

A construção desse trabalho surgiu a partir de um convite da Arapuca Arte Residência (do artista francês Serge Huot), no Conde. Ela destaca que a Jurema Sagrada possui traços católicos, de feitiçaria europeia e dos cultos africanos. Faz parte da cultura da Paraíba e Pernambuco, tendo sido estudada por Mário de Andrade e Câmara Cascudo.

A árvore – Jurema é uma árvore do gênero Acácia considerada sagrada em diversas culturas: egípcia, hindu, árabe, inca e outros ameríndios da bacia do Orinoco. Da jurema se extrai substâncias medicinais, inclusive para fins ritualísticos. Os cultos são feitos ao pé da jurema, sob o comando dos mestres juremeiros.

A proposta desta residência na Arapuca é a investigação em torno da cultura da Jurema Sagrada e as “cidades da ciência”. Para além de uma investigação antropológica e histórica, o ponto de partida da pesquisa-trabalho, sugere um convívio/troca com a comunidade, como um exercício de reciprocidade.

Suzy Okamoto - Artista visual, Mestre em Artes Visuais em Estética e História da Arte pelo Instituto de Artes da Unes SP. Professora do Núcleo de Design do Centro Universitário de Belas Artes, onde leciona as disciplinas direcionadas para a pesquisa e criação. Entre suas principais exposições estão “Dor, forma e Beleza”, na Pinacoteca do Estado de SP, IX Salão de Arte da Bahia – Museu de Arte Moderna de Salvador, além de participação em diversos festivais internacionais de vídeo.

Rafael Avancini – Fotógrafo e cinematógrafo gaúcho. Trabalha principalmente com música, moda e arte. Tem sua pesquisa autoral em torno do nu, da performance e das poéticas do corpo. Como cinematógrafo, participou do longa-metragem “Amor Líquido”, do diretor Vítor Steinberg, e dos curtas “Coquetel Motolove”, junto à escola de cinema Inspiratorium, e “Fantasma da Saudade no Vale da Morte”, de Lufe Bollini, ganhador do Lisbon International Film Festival 2016 como Best Underground Film.

Arapuca – O Arapuca Arte Residência surgiu em 2007, criado pelo artista francês Serge Huot. À época, ele decidiu abrir sua casa como extensão de seu trabalho artístico para receber artistas e amigos em temporadas de produção.

A partir de 2014 a Arapuca passou a oferecer o espaço, uma casa em plena reserva da mata atlântica no litoral paraibano, para projetos de residências artísticas. As residências têm como objetivo aproximar a produção de arte contemporânea com a natureza, através dos conceitos do filósofo e critico de arte francês Pierre Restany.

Em cada residência o artista abre por um dia o seu atelier para visitação e bate papo com a comunidade e com o artistas da região. As trocas, interlocuções e debates, assim como oficinas e workshops tambem são plataformas de ação da Arapuca.

Quintas dialógicas – As Quintas Dialógicas vêm como uma iniciativa de promover um debate franco e aberto entre a sociedade, artistas e acadêmicos, trazendo consigo a ideia de multidisciplinaridade, trabalhando diversos temas que possam se relacionar com o conceito de cultura, no âmbito da sociológica, filosófica, midiática, computacional etc. O projeto promovido pelo Governo do Estado da Paraíba, através da Fundação Espaço Cultural da Paraíba, busca fomentar a formação intelectual e artística dos participantes.