Fale Conosco

29 de junho de 2011

Projeto prevê a restauração de salas públicas de cinemas no Estado



A Secretaria de Estado da Cultura (Secult) pretende elaborar um projeto que prevê a restauração de salas públicas de cinema no Estado. Atendendo o convite da Secult, o arquiteto e representante da Cinemateca Brasileira, Osvaldo Emery, realiza nesta quarta (29) e quinta-feira (30), visitas técnicas ao Cine Banguê, em João Pessoa e Cine São José, em Campina Grande, a partir das 10h. A intenção é elaborar um parecer técnico para organização do projeto.

Em passagem por João Pessoa nesta quarta-feira, Osvaldo Emery visita o Cine Bangüê do Espaço Cultural para verificar as condições da sala e propor melhorias na acústica e na área tecnológica. De acordo com a diretora do Cine Banguê, Christiane Lucena, o objetivo é realizar melhorias efetivas na estrutura acústica do cinema, sanando problemas que afetam a funcionalidade do espaço. “O parecer técnico vai nortear a Fundação Espaço Cultural na aquisição de equipamentos adequados para o espaço”, frisou.

Na quinta-feira, o representante da Cinemateca Brasileira segue para Campina Grande, onde deve avaliar a sala de projeção do Cine São José. Segundo a Gerente de Difusão Audiovisual do cinema, Ana Bárbara Ramos, após a vistoria, realizada em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico da Paraíba (IPHAEP), a Cinemateca Brasileira vai emitir parecer indicando uma proposta acústico-arquitetônica para a implantação da nova sala de projeção no Cine São José, considerando as características do espaço. “A proposta do Governo é incorporar o resultado dessa análise ao projeto original de restauração e ampliação do espaço”, destacou.

O projeto de revitalização do Cine São José prevê a restauração da fachada original e a ampliação da estrutura a partir da construção de camarins, almoxarifado, copa, escritório, salas de aula e banheiros. Com o acréscimo dos novos ambientes a área utilizável passa de 500 para aproximadamente mil metros quadrados, confirmando a intenção do Governo em transformar o prédio num espaço de referência para o cinema e demais linguagens artísticas.