Fale Conosco

19 de maio de 2014

Projeto piloto de envio de amostras do teste do pezinho foi prorrogado até o final do ano



O projeto piloto de envio das amostras do Teste do Pezinho ao Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB) foi prorrogado até o final deste ano. O projeto, que é uma ação do Ministério da Saúde em parceria com o Governo do Estado, começou em 13 de janeiro na Paraíba e seria realizado até o último dia 15 de maio.

De acordo com Ana Stela Goldbeck, do Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN), a logística de envio das amostras de triagem neonatal (teste do pezinho) dos Postos de Coleta aos laboratórios de TN foi incorporado ao contrato existente entre o Ministério da Saúde com os Correios até o final de 2014. Dessa forma, os estados participantes do projeto (Alagoas, Ceará, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Sergipe) continuarão o envio de amostras durante esse tempo.

O projeto piloto de envio das amostras do Teste do Pezinho ao Lacen-PB tem por objetivo diminuir o prazo entre a coleta e a chegada das amostras ao laboratório.

Para o projeto, o Lacen-PB recebeu 10 mil envelopes. O laboratório envia os envelopes para as Gerências Regionais de Saúde distribuir com os municípios de sua região. Eles são usados para que os municípios enviem a coleta do sangue, via Sedex, ao Lacen-PB, agilizando o processo.

Quando o resultado aponta a existência de alguma anormalidade, o laboratório entra em contato com os responsáveis pela coleta para que o bebê receba logo o atendimento adequado. De acordo com Gerlânia Sarmento, diretora técnica do Lacen-PB, isso favorece para que o teste do pezinho seja realizado com maior rapidez, o que é melhor para as crianças.

Antes, os municípios demoravam até 20 dias para postar e enviar as amostras ao laboratório. É importante lembrar que quanto mais precocemente o teste do pezinho for realizado e o diagnóstico liberado, mais rápido a criança, que apresente algum problema, comece logo o tratamento. Isso diminui as chances da criança ficar com alguma sequela”, explicou.

Teste do Pezinho – O teste do pezinho é realizado uma única vez, após 48 horas do nascimento do bebê e até o quinto dia de vida. Na rede pública da Paraíba, o teste é feito em 175 postos de coleta instalados nas maternidades ou nas Unidades Básicas de Saúde da Família. O exame é essencial para o desenvolvimento da saúde do bebê, pois detecta precocemente doenças metabólicas, genéticas e infecciosas, que poderão causar alterações no desenvolvimento neuropsicomotor do bebê.