Fale Conosco

14 de junho de 2009

Projeto Olhar Brasil vai atender 116 mil alunos na Paraíba



Governo do Estado lança amanhã, às 9 horas, no Palácio da Redenção, em João Pessoa, iniciativa que vai dar assistência oftalmológica a todos os alunos matriculados no Brasil Alfabetizado, programa que mantém salas de aulas em 204 municípios paraibanos.

Uma equipe composta por 40 oftalmologistas e 80 técnicos realizará consultas em 116.486 estudantes, acima de 15 anos de idade. A previsão é que sejam distribuídos 80 mil óculos de grau entre os alunos que tiverem problemas de visão diagnosticados. Deverão ser investidos em consultas e compra de óculos R$ 4.688.584,94.

O projeto foi idealizado e financiado pelos ministérios da Saúde (MS) e da Educação (MEC), com contrapartida do Governo do Estado, e será executado pelas secretarias estaduais de Saúde (SES) e Educação (SEC) e prefeituras municipais. O projeto terá duração de 90 dias, quando serão avaliados 57.181 alunos de escolas municipais e 59.305 da rede estadual.

Os estudantes com problemas diagnosticados receberão de graça óculos de grau e os que necessitarem de procedimentos de média e alta complexidade, como cirurgias, serão encaminhados a serviços de referência no Estado. Emergencialmente, o projeto beneficiará jovens e adultos do Brasil Alfabetizado, mas a ideia é que seja estendidas todas as faixas etárias e modalidades de ensino.  

Por faixa etária – Estimativas do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que 30% das crianças em idade escolar e 100% dos adultos com mais de 40 anos apresentam problemas de refração ocular e, após os 40 anos, 100% da população mundial apresentam processo de vista cansada ou presbiopia.

“Esses e outros problemas de visão podem estar afetando os nossos alunos e impedindo que eles tenham um bom aproveitamento na escola. Com mais saúde, esses alunos terão menos limitações no dia-a-dia e mais oportunidades de se manter ou serem incluídos no mercado de trabalho”, disse o secretário José Maria de França.  

Outras ações – Esta é mais uma ação intersetorial que envolve os órgãos de saúde e educação. Recentemente foi lançado na Paraíba o Programa Saúde na Escola – também uma iniciativa do governo federal, que está sendo executada pelo Governo do Estado e prefeituras. Nesse programa, as equipes de Saúde da Família, inicialmente as de 81 municípios do Estado com baixo Índice de Desenvolvimento da Atenção Básica (Ideb), avaliam as condições de saúde das crianças e adolescentes, que muitas vezes repetem o ano e tiram notas baixas, porque têm problemas auditivos e visuais, cárie dentária, verminoses e outros que nem sequer foram diagnosticados.

Assessoria de Imprensa da SES