Fale Conosco

13 de junho de 2011

Projeto incentiva inclusão de micro e pequenas empresas da PB no mercado digital



Promover a inclusão das micro e pequenas empresas (MPEs) paraibanas na internet, aumentando a sua competitividade no mercado global. Este é o objetivo do projeto “PontoCom: Sua Empresa na Web”, que será desenvolvido em parceria entre o Governo do Estado, através da Secretária Executiva da Indústria e Comércio e o Sebrae-PB. O Projeto vai oferecer consultoria e subsídios de até 50% do custo para criação de websites institucionais, elaboração de catálogos digitais e sistema de e-commerce.

Os serviços, que serão oferecidos por cerca de 30 empresas paraibanas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), começarão a ser disponibilizados até a próxima sexta-feira (17). Estas empresas são ligadas ao programa Farol Digital, do Sebrae. Com o incentivo, a criação de um website, que é feita por R$ 600 por estas fornecedoras, sairá por R$ 300. A elaboração de um catálogo digital, que custa R$ 800, ficará por R$ 400. Para a criação de um sistema de e-commerce, o subsídio ficará sob consulta, já que o preço do serviço varia de acordo com tamanho da empresa.

O secretário executivo da Indústria e Comércio, Marcos Procópio, lembra que os preços dos serviços oferecidos pelas empresas ligadas ao Projeto já estão abaixo do valor praticado no mercado e, com o incentivo institucional de 50%, eles se tornarão ainda mais atrativos. Procópio destaca, ainda, a importância da iniciativa neste momento em que as MPEs sentem o impacto do aumento das compras online feitas por paraibanos junto a fornecedores de fora do Estado.

“O objetivo é inserir as empresas no contexto do mercado digital. Precisamos fazer com que o novo formato de busca e compra de produtos aconteça no nosso território para que o encontro entre fornecedores e consumidores aconteça no Estado. Para isso temos que modernizar as empresas paraibanas, colocando-as em uma vitrine digital para que possam ser vistas em qualquer lugar do mundo”, explicou o secretário.

A gestora do Farol Digital, Danyele Santana, acrescenta que, além do desconto, o Projeto vai capacitar as micro e pequenas empresas do Estado para que elas percebam a internet enquanto canal de negócios. “A ideia é aumentar a competitividade tanto das empresas das usuárias quanto das desenvolvedoras”, comentou.  Além dos descontos, da capacitação e do acesso a novos mercados, o PontoCom oferece às micro e pequenas empresas benefícios como: redução de custos (operacional, publicidade, etc); publicação de suas tabelas de preços e de serviços; interação com clientes e fornecedores por email e outras redes sociais de relacionamen­to; e promoção de uma “cultura digital”. O Projeto contará com um investimento superior à R$ 700 mil.

Empresas na web - Segundo dados Ibope, 96% das pequenas empresas brasileiras usam computador e 100% já fazem o uso da internet. No entanto, apenas 45% destas empresas têm website. Destas, 52% apresentam catálogos e listas de preços, 27% fornecem suporte pós-venda e só 18% apresentam sistemas de carrinho ou reserva de compras com 10% disponibilizando pagamento online.

Enquanto a maior parte das empresas ainda não entrou no mercado digital, o consumo neste meio segue em alta. De acordo com pesquisa da e-Bit, em 2010, o e-commerce brasileiro faturou R$ 14,8 bilhões, o que representou um crescimento de 40% em relação a 2009. Entre os setores que registraram mais vendas estão eletrodomésticos (14%); livros, assinaturas de revistas e jornais (12%); saúde, beleza e medicamentos (12%).