João Pessoa
Feed de Notícias

Projeto Formando Cidadãos revela talentos pela prática do jiu-jitsu

terça-feira, 21 de agosto de 2012 - 10:46 - Fotos:  Vanivaldo Ferreira/Secom-PB

Disciplina e cidadania são princípios essências do Projeto Formando Cidadãos, que utiliza a prática do jiu-jitsu com o objetivo de transformar a realidade de jovens e adolescentes de baixa renda, em João Pessoa. A atividade é realizada no Ginásio do Ronaldão e recebe o apoio da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer.

As aulas ministradas pelo professor Robert Christian fazem parte do trabalho social promovido pelo paraibano Mário Sukata, em países como Argentina, Inglaterra e Estados Unidos, e atualmente beneficia 52 atletas de nove bairros da capital paraibana.

“Além de acabar com esse mito de que o jiu-jitsu é um esporte violento, nossa principal meta é formar caráter, ajudando as pessoas a manter uma conduta correta dentro e fora do ambiente de estudo e de trabalho. As aulas também oferecem a prática do esporte como uma oportunidade para quem não tem acesso a uma boa academia”, afirmou Robert Christian.

Os atletas com idade inferior a 18 anos precisam comprovar que estão matriculados em escola pública para ingressar no projeto. Os alunos maiores de idade devem estar inseridos no mercado de trabalho ou fazendo cursos profissionalizantes. Caso não estejam enquadrados nesse perfil, precisam ajudar o projeto, organizando os kimonos, limpando os espaços e executando atividades que estimulem a disciplina.

Apesar das exigências, não existe discriminação com pessoas de outros segmentos sociais que tenham interesse de participar das aulas. Segundo o coordenador, alguns alunos de melhor condição financeira chegaram a se tornar colaboradores, o que de certa forma trouxe grandes conquistas para a ação. “Já registramos mais de um caso em que um aluno de melhor condição econômica conseguiu empregar o colega de tatame na empresa que trabalha ou que possui”, revelou Robert Christian.

Todos os integrantes da equipe são cadastrados e passam por uma avaliação mensal, onde são registradas as informações utilizadas como dados estatísticos do projeto, como idade, situação escolar, grau de escolaridade e nível de graduação.

As novidades do programa são divulgadas diariamente nas redes sociais pelo coordenador Renato Abreu, pelo twitter @pjjfc e facebook Projeto Jiu-Jitsu Formando Cidadãos.

Início – A ideia surgiu há três anos no bairro dos Funcionários com a participação de 21 alunos, mas em julho de 2011 a Secretaria de Esporte cedeu as dependências do Ronaldão para realização das atividades. A equipe passou a treinar de segunda a sexta, das 19h50 às 22h30, em uma sala com aproximadamente 4×3 m² e o número de beneficiados dobrou durante esse período.

A sala já está pequena para a quantidade de alunos e recentemente a Secretaria de Esporte autorizou a ampliação do local. O grupo aguarda o as obras para poder treinar em um ambiente mais confortável. A mudança também irá possibilitar a implantação de novas turmas nos turnos manhã e tarde.

Conquistas – A iniciativa começa a revelar grandes talentos e nos oito primeiros meses de 2012 os alunos Junior Ribeiro e João Vitor conquistaram os títulos de campeões brasileiros da modalidade.

No mês de maio, o Formando Cidadãos trouxe cinco medalhas do torneio Mercosul, realizado na Argentina, com os integrantes Junior Ribeiro, Robert Christian, Adriano Silva, Flaviano Coutinho e Diego Albuquerque.

Outra ação de destaque ocorreu no mês de janeiro, quando quatro lutadores argentinos treinaram durante um mês no Ronaldão, em um intercâmbio com os jovens do projeto. O quarteto trouxe experiências de competições internacionais e teve a oportunidade de aprender novas técnicas do tradicional jiu-jitsu brasileiro.