Fale Conosco

1 de agosto de 2012

Projeto de modernização da Defensoria Pública visa o aumento do atendimento à população



A Defensoria Pública da Paraíba vai implantar um projeto de modernização para a melhoria das condições de trabalho e de atendimento aos assistidos. Essa é uma das principais metas do defensor público geral do Estado, Vanildo Oliveira Brito, com vistas a alcançar a excelência na prestação de serviços, conforme entendimentos mantidos com o governador Ricardo Coutinho.

Para subsidiar a elaboração do projeto, dois representantes da Defensoria Pública do Pará, o coordenador de Planejamento, Marcus Holanda, e o diretor de Tecnologia da Informação, Felipe Tavares, estiveram nesta quarta-feira (1) em João Pessoa, a convite de Vanildo Brito, e apresentaram as ações que tornaram a Defensoria daquele estado uma das melhores do Brasil.

De acordo com Marcus Holanda, a Defensoria do Pará conseguiu dobrar o atendimento ao público de 300 mil assistidos em 2008 para 600 mil em 2011, graças à implantação de um projeto financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES).

“A Defensoria do Pará foi uma das primeiras a buscar o crédito e implantar um modelo de gestão que ampliou a capacidade de atendimento com criação de 30 núcleos,  qualificou funcionários e defensores e utiliza os avanços na área de  tecnologia de informática para otimizar todos os serviços”, explicou Marcus Holanda.

A partir do modelo de gestão implantado no Pará, o defensor público geral da Paraíba disse que será criado um grupo de trabalho que vai levantar as necessidades de investimentos em estrutura física, equipamentos, mobiliário, veículos, informatização e capacitação de recursos humanos para elaboração do projeto local e buscar a linha de crédito por meio do BNDES.

“O nosso objetivo é oferecer atendimento a todo cidadão carente em todas as cidades do Estado com uma estrutura moderna que elimine filas, que acolha bem os defensores e seus assistidos e ofereça os recursos necessários para um atendimento rápido e desburocratizado. Queremos que nossos defensores se sintam bem no exercício da profissão e todos os esforços serão feitos para alcançar a excelência na prestação de serviços”, completou Vanildo Brito.