João Pessoa
Feed de Notícias

Projeto de inclusão através da música revela talentos e melhora rendimento de estudantes

segunda-feira, 3 de junho de 2013 - 11:37 - Fotos:  João Francisco/Secom-PB

O jovem regente do Programa de Inclusão Através da Música e das Artes (Prima), Erenilson Ferreira, de 20 anos, foi um dos primeiros beneficiados do projeto do Governo do Estado, que propõe socializar crianças e adolescentes através das ações da música e da arte.

Foi através do Prima que o estudante teve a oportunidade de reger a Orquestra Filarmônica Jovem do Festival de Música de Santa Catarina, no início deste ano. “O Prima conseguiu resgatar todos os sonhos que um dia eu havia imaginado no universo das artes e hoje além de viver essa realidade eu tento passar isso para as crianças que estão iniciando no projeto”, disse satisfeito o jovem maestro.

As aulas atendem a mais de 300 crianças com idade a partir de 4 anos de 12 bairros da capital paraibana. “Não significa que todos os participantes do projeto serão grandes músicos, mas com certeza estamos conseguindo melhorar a capacidades de relação, as interações afetivas e a divisão das experiências de vida, gerando assim uma forma de horizontalizar a educação”, explicou Milton Dornelas, coordenador administrativo do projeto.

De acordo com o secretário de Estado da Cultura Chico Cesar, o projeto é inspirado na estrutura educacional do programa El-Sistema, que existe há anos na Venezuela. A proposta tem por objetivo a criação de um sistema de orquestras, bandas e corais juvenis, através do ensino da música como catalisador humano e de cidadania. Além do desenvolvimento de orquestras, também são realizados ensaios e apresentações de pequenos grupos, gerando um efeito multiplicador da cultura.

Com apenas oito meses no projeto, Ramon Andrade já é um dos violinistas de destaque na orquestra. “Eu desisti da área de enfermagem e me apaixonei pela música por conta desse projeto. Hoje ensino com o maior prazer tudo o que aprendi e isso é muito gratificante para nós, que ainda estamos construindo nossa história de vida”, explicou.

O diretor geral do Prima, Alex Klein, disse que o envolvimento com a música também tem melhorado rendimento dos estudantes em sala de aula. “O lado educacional é realmente o nosso carro chefe dentro das atividades”, acrescentou o diretor.

A evolução das ações na cidade de Cabedelo fez com que a experiência também fosse implantada em três bairros de João Pessoa. A previsão é que ainda neste primeiro semestre as atividades sejam iniciadas nos municípios de Santa Rita e Campina Grande. Já no segundo semestre de 2013 a expectativa é que as aulas tenham início nas cidades de Sousa, Patos, Catolé do Rocha e Itaporanga.

Para comemorar um ano de fundação o programa promoveu uma apresentação musical no Teatro Santa Catarina, no município de Cabedelo. A programação contou com a apresentação do Quarteto de Cordas formado por professores e seguiu com apresentação da Orquestra Sinfônica Jovem e do trio formado por alunos de flauta, clarinete e fagote. O encerramento ficou por conta da execução da tradicional Asa Branca, de Luiz Gonzaga.