Fale Conosco

12 de março de 2013

Projeto de escola estadual participa da Feira Brasileira de Ciência e Engenharia



Dois alunos e um professor de Física da Escola Estadual Presidente Médici vêm tendo destaque desde o ano passado com um projeto que abrange a utilização de um software que visa medir a energia elétrica de uma residência. Com apoio do Governo do Estado, o projeto está participando da 11ª Feira Brasileira de Ciência e Engenharia (Febrace 2013) – a maior do país – que começou nesta terça-feira (12) e prossegue até o dia 16 de março. O software que mede o consumo de energia elétrica está sendo executado pelos estudantes do Ensino Médio Vitor Damasceno Ferreira e Washington Luis de Oliveira, sob orientação do professor de Física Jeimes Ferreira Campos.

O projeto “A importância da Física no mundo da Informática, na elaboração de um software para medir o consumo de energia elétrica”, que começou a ser desenvolvido em maio de 2012, foi um dos finalistas a participar da Febrace 2013, que acontece no Campus da Universidade de São Paulo (USP). O professor Jeimes foi recebido na última quinta-feira (10), pela secretária de Estado da Educação em exercício, Márcia Lucena.

O projeto é o único de uma escola pública da Paraíba selecionado para participar da feira. A secretária considerou o projeto muito interessante e destacou a visão da equipe em desenvolver a experiência, que já foi premiada em vários eventos em âmbito nacional. Os alunos concluíram o Ensino Médio no ano passado no curso integrado de Manutenção e Suporte em Informática da Escola Estadual de Educação Profissional Presidente Médici.

O projeto pretende alertar e reduzir o consumo de energia nas residências de João Pessoa através da construção de um software (simulador de consumo), que consequentemente diminuirá os impactos ambientais gerados por uma usina hidrelétrica. Através dele, é possível simular o consumo de vários aparelhos elétricos, convertendo para reais os quilowatts-hora gastos na residência.

O software pode ser acessado por computador, celular ou tablet, por meio da plataforma android. “A partir do momento que o morador observa que, além do quilowatt-hora que gasta, também há um valor agregado a ele, tem-se a noção que economizar é bom para o meio ambiente e também para o bolso”, explicou o professor Jeimes Campos.

Na Febrace 2013, os estudantes concorrerão a diversos prêmios, entre eles, o de representar o Brasil na International Science & Engineering Fair (Intel ISEF), que acontecerá em Phoenix, nos Estados Unidos. Os estudantes também terão oportunidade de participar de diversas atividades, incluindo palestras, oficinas e visitas monitoradas a laboratórios, institutos e museus da USP.

Com o mesmo projeto, os estudantes já conquistaram o 11º lugar na Feira de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia da Rio+20, que aconteceu em junho de 2012. Também no ano passado, conquistaram o 10º lugar na Mostra Brasileira de Ciência e Tecnologia (Mostratec), que foi realizada em outubro, no Rio Grande do Sul.

Projeto – Em linhas gerais, o simulador de consumo é um aplicativo criado na plataforma Java que funciona em qualquer aparelho que utilize o sistema android. O professor Jeimes disse que a ideia surgiu quando alunos mostraram interesse em diminuir a conta de energia de onde moravam.

Inicialmente, a pesquisa foi testada em 14 residências no município do Conde. O professor teve a ideia do projeto e, no início, todos se interessaram, mas pelo critério do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) este tipo de projeto deve conter um professor orientador e no máximo dois alunos.

A Escola Estadual Presidente Médici funciona com Ensino Médio Regular e Médio Integrado Profissionalizante nas áreas de Turismo e Informática. Deste último, participaram os alunos Vitor e Washington.