Fale Conosco

10 de março de 2018

Projeto de Consolidação do Sisan na Paraíba é referência em eventos nacionais



sisan1 270x151 - Projeto de Consolidação do Sisan na Paraíba é referência em eventos nacionaisEm quatro meses de execução, o Projeto Consolidação e Gestão do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) na Paraíba avança e é reconhecido como referência durante eventos Nacionais de Segurança Alimentar promovidos em Brasília nesta semana.

O projeto foi elogiado na ocasião do 17° Encontro das Câmaras Intersetoriais de Segurança Alimentar e Nutricional e no Encontro Nacional 5ª+2 de Segurança Alimentar e Nutricional, que reuniram cerca de 300 representantes da sociedade civil e das diferentes esferas do governo, para realização de balanço das propostas apresentadas na 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional de 2015, e análise dos resultados do segundo Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Plansan).

sisan2 270x151 - Projeto de Consolidação do Sisan na Paraíba é referência em eventos nacionaisTodos os Estados Brasileiros já aderiram ao Sisan e, até o momento, 22 deles executam o Projeto de Consolidação do Sistema. Segundo Élcio Magalhães, coordenador geral de apoio, implantação e desenvolvimento do Sisan do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), entre os estados com projetos iniciados em 2016 e que receberam recursos em 2017, foi a Paraíba que mais conseguiu evoluir e alcançar a execução física e financeira do projeto.

“A Paraíba demonstra agilidade pra executar a proposta, o que evidencia o ativismo das pessoas que estão organizando e coordenando a ação. A própria capacidade técnica da equipe, possibilita que o processo não se entrave e pare nas dificuldades burocráticas. Por fim, com certeza, o projeto acaba sendo sisan 270x202 - Projeto de Consolidação do Sisan na Paraíba é referência em eventos nacionaisreferência para que outros estados possam adaptar suas realidades, seguir propostas e um corpo técnico semelhante ao da Paraíba”, avaliou.

O projeto, no momento, avança para sua segunda etapa com o fim de promover maior capilaridade e estruturação do sistema no Estado, mantendo articulação prioritária com as secretarias executoras da Política de Assistência Social nos municípios, já que esta política comporta inúmeras ações transversais com os programas de Segurança Alimentar e Nutricional.