Fale Conosco

15 de maio de 2009

Projeto da UEPB estimula a implantação de coleta seletiva



A implantação de políticas públicas de coleta seletiva e material reciclável em Campina Grande, a partir de um projeto de extensão da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), foi objeto de reunião ocorrida na Secretaria Municipal de Obra e Infraestrutura, na quinta-feira (14). Participaram do encontro lideranças públicas, representantes de cooperativas de catadores e técnicos da instituição de ensino superior.

Na pauta de reivindicação dos trabalhadores que lidam com a coleta, a formalização do Código Sanitário, que trata do reconhecimento da atividade, e o cumprimento do Decreto Federal nº. 5940 de 2006, segundo o qual os órgãos públicos devem contratar, como prestadoras de serviços, as cooperativas de catadores para a coleta e reciclagem dos resíduos sólidos produzidos pelas repartições.

Segundo a assistente social Albertina Félix, toda a campanha é fruto do projeto de extensão ‘Transformar para incluir’ da UEPB, coordenado pela professora Fátima Araújo, cujo objetivo é apoiar a melhoria das condições de vida e de trabalho dos catadores de materiais recicláveis organizados na Cooperativa Catamais, além de formar multiplicadores para a difusão de conhecimentos voltados à gestão de resíduos sólidos.

Na ocasião, ficou acordada a elaboração de uma carta-proposta contendo todas as ações concretas das reivindicações, a ser apresentada em sessão especial na Câmara Municipal campinense na próxima quinta-feira (21).

Presentes à reunião, a professora Fátima Araújo e a assistente social Albertina Felix, da Universidade Estadual da Paraíba; o secretário de Obra e Infraestrutura, Alexandre Almeida; os vereadores municipais Olímpio e Antonio Pereira; José Cardoso, representando o Movimento Nacional dos Catadores; José Wanderley dos Santos, presidente da Cooperativa de Catadores Catamais de Campina Grande; e o professor universitário Bertrand Alencar, engenheiro civil especialista em meio ambiente.