Fale Conosco

16 de agosto de 2013

Programação marca Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla




Distribuição de material informativo, água e frutas, no Busto de Tamandaré (Tambaú), na manhã do dia 30, marcará o transcurso do Dia Nacional de Conscientização sobre Esclerose Múltipla, em João Pessoa. O evento será organizado pelo Centro de Referência em Esclerose Múltipla da Paraíba (Crem), da Secretaria de Estado da Saúde (SES), e pela Associação Paraibana de Portadores de Esclerose Múltipla. A ação começa às 6h.

De acordo com a programação, no dia 31, das 14 às 17 horas, no auditório da Funad, será proferida palestra pela coordenadora do Centro de Referência em Esclerose Múltipla de Pernambuco, Maria Lúcia Brito.

O objetivo é disseminar informações sobre a doença junto à sociedade e entre a própria classe médica para que fiquem atentos aos sintomas e façam o encaminhamento para o tratamento adequado”, explicou a neurologista Bianca Etelvina, coordenadora do Crem-PB.

A médica explicou que na Paraíba há 162 pacientes com a doença e o Centro de Referência atende 109. “O Dia Nacional serve também para que mais gente conheça o nosso trabalho e, dessa forma possamos atender a maior quantidade de pessoas. E é bom que fique claro que a esclerose múltipla não tem cura, mas tem tratamento”, disse.

O aposentado Juarez dos Santos Pacheco, de 60 anos, é um dos pacientes do Centro. Gaúcho, diagnosticou, na sua terra, a doença nos anos 90 mas só quando veio morar na Paraíba começou a se tratar. “Há dois anos eu estava para voltar para Porto Alegre mas desisti por causa do atendimento do Centro de Referência. Aqui os funcionários dão atendimento tão humanizado que a relação é mais de amizade do que de paciente e profissional”, declarou seu Juarez que, no momento, tem a doença em quadro estável.

Serviço – O Governo do Estado inaugurou em novembro do ano passado, em João Pessoa, o primeiro Centro de Referência em Esclerose Múltipla da Paraíba (Crem-PB) que funciona na Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad).

A presidente da Funad, Simone Jordão, falou da importância dessa parceria com a Secretaria de Estado da Saúde: “É importante porque agora há um centro de referência onde é feito o diagnóstico precoce, tratamento e reabilitação das pessoas, de todo Estado, que viviam sem nenhuma referência para a esclerose múltipla”, disse.

O Centro de Referência oferece os seguintes serviços:

A equipe multiprofissional do Crem-PB é composta por médico neurologista, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente social, fisioterapeuta, psicólogo, fonoaudiólogo, nutricionista e farmacêutico. O serviço funciona de 2ª a 6ª, das 07h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30. Para outras informações, a população pode ligar para os telefones (083) 3214-7879, 3243-8466 e 3243-8763, ramal 206.

A doença – A esclerose múltipla é uma doença degenerativa do sistema nervoso central, responsável pelo controle geral do organismo, como funcionamento de órgãos e percepção dos sentidos. Ela é autoimune – quando o corpo reage contra suas próprias células e tecidos por uma falha no sistema imunológico – e tem evolução crônica que pode levar a sequelas motoras e sensoriais.

A doença não tem cura, mas pode ser tratada com medicamentos. Quanto antes for feito o diagnóstico, melhor para o tratamento.

Os sintomas mais comuns são: dormência em qualquer parte do corpo, perda das funções motoras, visão dupla ou perda momentânea da visão, dor sem causa específica, dificuldade para caminhar, paralisias (facial, pernas, braços), fadiga, desequilíbrio, tremores e dificuldades de controlar os movimentos, entre outros. A doença atinge principalmente adultos jovens entre 20 e 40 anos, sendo na grande maioria do sexo feminino e de pele branca.