João Pessoa
Feed de Notícias

Programação cultural com patrocínio do FIC chega a 14 municípios paraibanos

quinta-feira, 1 de outubro de 2015 - 12:03 - Fotos:  Divulgação

Começa, nesta quinta-feira (1º), a programação de ações dos projetos patrocinados pelo Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos. Durante esse período, onze projetos oferecem opções gratuitas de arte, lazer e entretenimento em 14 municípios da Paraíba.

A segunda apresentação do projeto “Cantorias e repentes” acontece nesta quinta-feira (1º), em Cajazeiras, e reúne os poetas Chico Xavier, Mathias Oliveira e Chico de Assis. O projeto integra um conjunto de aproximadamente 40 iniciativas nas áreas de cantoria, viola e repente, patrocinadas pelo FIC. A apresentação acontece na Cabana dos Poetas, bairro Pio X, às 19h30.

Em São José dos Ramos, a cultura do vaqueiro vai estar presente no 11º Festival do Aboio. O evento acontece nos dias 2 e 3 de outubro. A programação conta com shows, cantorias, teatros de bonecos, desfiles temáticos e folguedos populares. Durante o evento haverá comercialização de produtos agrícolas e artesanais.

O Pop-Cord, festival itinerante de cultura popular, também acontece nos dias 2 e 3, nas cidades de Patos e Catingueira, respectivamente. A proposta é ocupar equipamentos públicos com apresentações de repentes, cantorias e emboladores, lançamentos de cordéis e leituras dramatizadas. A primeira ação acontece na praça Frei Damião, em Patos. E no dia 3, em Catingueira, na comunidade Vila da Cruz. Ambas às 19h.

A Mostra Internacional de Teatro da Paraíba apresenta uma vasta programação descentralizada nas cidades de João Pessoa, Guarabira, Alagoa Grande, Campina Grande, Patos, Sousa e Cajazeiras. Informações e detalhes sobre a programação podem ser conferidos no site www.mitpb.com.br.

Em Alagoa Nova, o projeto “Ateliê Mãos Unidas que Fazem o Bordado” recebe mulheres em situação de vulnerabilidade social. As oficinas de confecção de bordados acontecem todos os sábados, até o mês de novembro, no ateliê da artesã Eurídice Honorato (Rua patrício Freire, n 332, Centro). A exposição com o resultado do projeto acontecerá no dia 5 de dezembro, no Centro Artesanal do município.

No sábado (3), a cidade de Solânea recebe a circulação do espetáculo “Uns causos de um andarilho”. Conduzida pelo personagem Zé Curió, um contador de contos e histórias, a peça apresenta elementos da cultura do Nordeste a partir de elementos como cantos, capoeira, emboladas e poesia popular. A apresentação da comédia dirigida pelo ator Tiago Salvador acontece no Cine Teatro Municipal, às 20h.

Em Pombal, a oficina de danças regionais do projeto “O tal do xaxado” segue com inscrições abertas. O projeto oferece aulas gratuitas a crianças e adolescentes. As inscrições e atividades acontecem na sede do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, nas sextas das 13h30 às 16h, e aos sábados das 08h30 às 10h30. Ao término das oficinas, será criado uma companhia de danças regionais.

O projeto “Procura do poético”, desenvolvido pelo grupo Frente Trovadora, propõe o incentivo à leitura através de oficinas de leitura dramatizada e saraus. De 6 a 8, o grupo realiza atividades em Alagoinha, na Escola Estadual Agenor Clemente dos Santos, no turno da tarde.

Exposições 

Em Lagoa Seca, a opção é conhecer a exposição “Eu S2 PB”, do fotógrafo Wagner Pina, que retrata situações e lugares do cotidiano a partir de um smartphone. A exposição fica em cartaz até o dia 6 de outubro, no Ponto de Cultura Ypuarana.

Também em Lagoa Seca, a opção é visitar a exposição “Paraíba Grandes Nomes”, que segue em cartaz na Casa de Cultura Mestra Paulina Diniz, até o dia 9 de outubro. Assinada pelo xilógrafo e ilustrador Josafá de Orós, a mostra narra, através da xilogravura e do cordel, a vida de personalidades como Ariano Suassuna, maestro Zé Siqueira, Geraldo Vandré, Paulo Pontes, Sivuca, Zé da Luz, Margarida Maria Alves e Anayde Beiriz.

Já em Campina Grande, está em cartaz a exposição “Colecionador de horizontes”, do artista visual Flaw Mendes. A exposição reúne dois trabalhos anteriores do artista, que se apropria de obras literárias reconfiguradas em papeis artesanais. A visitação segue até o dia 16 de outubro, na Galeria Irene Medeiros do Teatro Severino Cabral.