Fale Conosco

29 de agosto de 2011

Programa implantará 33 projetos para qualificar educação estadual e ampliar oferta de vagas



ricardo_paraiba_faz_educacao_fotos_jose marques_5Com 33 projetos em diversas áreas e R$ 250 milhões em investimentos, o Plano de Gestão “Paraíba faz Educação” pretende qualificar o professor, dar segurança à escolas, ampliar oferta de ensino, fazer inclusão digital e difundir programas de gestão e incentivo na rede escolar.

O Plano de Gestão foi lançado na segunda-feira (22) e inclui a realização ainda neste ano de um concurso público para preenchimento de 1.040 vagas para professores do Ensino Médio.

Foram instituídos os prêmios Gesto Exemplar, que vai premiar 100 escolas que atingirem os melhores índices de aprendizagem do Ideb e IdePB, e o Professor Exemplar, que vai conceder o 14º salário aos professores e aos funcionários que apresentarem práticas inovadoras nas escolas.

Os projetos

Caminhos da Gestão Participativa – acontece desde março e visa estreitar as relações institucionais entre a SEE, as Gerências Regionais de Educação e as escolas de todo o Estado. “Nossa equipe percorreu as regionais de ensino e visitou muitas escolas onde recolhemos, conhecemos, discutimos e percebemos a realidade do Estado, pois partimos do princípio de que não podemos construir uma educação que realmente opere mudanças se não conhecemos a realidade específica de cada região”, destacou. A meta do projeto é visitar as 1.036 escolas da rede estadual de ensino. Para este projeto, estão sendo investidos R$ 45 mil.

Outras metas

Concurso – O edital para o processo seletivo simplificado para a escolha dos gerentes das Regionais de Educação será publicado nesta terça-feira (23) no Diário Oficial do Estado (DOE). Esta é uma das ações que foram anunciadas pelo governador Ricardo Coutinho nesta segunda-feira (22), como parte do Plano de Gestão “Paraíba Faz Educação”. A iniciativa visa à qualificação técnica de gerenciamento dos processos e políticas públicas da Educação. A inscrição para os interessados será de 29 de agosto a 06 de setembro de 2011 e as entrevistas serão realizadas de 20 a 23 de setembro deste ano. A relação dos aprovados e indicados para lista tríplice será publicada no dia 28 de setembro de 2011.

Formação Continuada para profissionais da rede estadual de ensino – O foco será dado nas cinco áreas de conhecimento: ciências humanas, ciências naturais, linguagens e suas tecnologias, qualificação profissional e participação cidadã, com uma carga horária total de 128 horas, sendo 32 presenciais, aos sábados, e 96 não presenciais, visando à melhoria da prática docente, da qualidade de ensino e da elevação e superação dos indicadores da aprendizagem (Ideb, IDEPB, Saeb e Enem). A meta é atender 23 mil profissionais da Educação no período de setembro a dezembro de 2011, com investimento de R$ 8,8 milhões.

Implantação de 12 Centros Estaduais de Formação de Profissionais da Educação – O intuito é ampliar a estrutura física e de apoio pedagógico para a execução das Ações de Formação da Rede Estadual. A meta do Governo do Estado é implantar um centro em cada Gerência Regional de Educação, a partir de 2012, com investimentos de R$ 31 milhões.

Alfabetização de jovens, adultos e idosos – Os instrumentos para isso devem favorecer o conhecimento e a inserção no mundo do trabalho. A iniciativa será desenvolvida a partir dos eixos norteadores da Educação do Estado da Paraíba, com a meta de alfabetizar, até 2014, 25% de jovens adultos e idosos, com base nos dados do Censo (2010). O investimento nessa área será de cerca de R$ 15,8 milhões, referentes às ações de 2011/ 2012.

Expansão do Ensino Médio, da Educação Profissional e de projetos pedagógicos – Investimento na infraestrutura das escolas de Ensino Médio e Médio Integrado à Educação Profissional, incluindo: reforma, ampliação de unidades escolares já existentes e construção de laboratórios de prática profissional; construção de 15 Escolas Técnicas Estaduais, contemplando todas as Gerências Regionais de Educação. Além disso, haverá a adequação de sete escolas de Ensino Médio para a Educação Profissional, nos municípios de Bananeiras, Guarabira, Serra Branca, Patos, Cajazeiras, Sousa e Pombal, com a oferta de 4.080 vagas. Também faz parte do Plano de Gestão a oferta de 11.880 vagas em cursos livres na modalidade de educação não formal, com duração variável e abertos à comunidade, independente do nível de escolaridade. Esta ação será iniciada em outubro de 2011, com investimento de R$ 21,7 milhões.

Pré-vestibular Social do Governo do Estado (PBVest) – Beneficiará a mais de cinco mil alunos da rede pública, com o objetivo reforçar e ampliar os conhecimentos para os que pretendam concorrer às vagas dos cursos de graduação por meio de exame vestibular ou de outros processos seletivos. É realizado por pólo, com 360 vídeos-aulas e suporte presencial aos sábados e domingos, disponibilizando, também, material didático impresso. Para o PBVest estão sendo investidos R$ 250 mil.

Linguagens e suas Tecnologias / Matemática – Entre os 33 projetos lançados está o de promover reforço pedagógico para estudantes do ensino médio, inicialmente nessas duas áreas, visando superar dificuldades e melhorar o processo de aprendizagem, com consequente elevação dos índices de avaliação a partir do início de 2012. Os investimentos nesse projeto são da ordem de R$ 615 mil.

Sistema de Avaliação Educacional da Paraíba e as Metas para a Educação Básica – O objetivo é melhorar os indicadores educacionais e sociais, sobretudo o Índice de Desenvolvimento da Educação da Paraíba (IDEPB). A meta é avaliar o rendimento escolar de 2011, por meio da aplicação de provas objetivas a 67.362 estudantes da 5ª e 9ª séries e do 3º ano do Ensino Médio, nas 1.036 escolas da rede pública estadual, com um investimento de R$ 330 mil.

Organização racional dos estabelecimentos de ensino – Visa a otimização de recursos humanos, materiais e financeiros, objetivando a melhoria da qualidade de ensino e aprendizagem. A finalidade é reordenar as 1.036 escolas da rede estadual em 2011 para a sua implantação no inicio do próximo ano letivo. Para isso, o Estado vai investir R$ 50 mil.

Sistema Integrado de Informações e Serviços da Secretaria de Estado da Educação – No formato online, para implantação nas Gerências Regionais de Educação, a partir de abril de 2012, com investimentos de R$ 500 mil.

Educação Cooperada – Ação integrante dos projetos anunciados, como instrumento de gestão democrática da educação pública, em que as comunidades escolar e local são convocadas a participar das decisões sobre a utilização dos recursos transferidos diretamente às escolas, por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (estadual e federal) e outros (PDDE, PDDE/PB, PDE, PNAE), para que os diferentes atores sociais possam contribuir com os espaços de decisão e responsabilização das unidades escolares. Para esse projeto, serão investidos R$ 100 mil.

Gesto Exemplar – O Governo vai premiar 100 escolas cuja gestão promova a permanência e o sucesso do estudante, a participação dos seus profissionais na formação continuada, a elevação dos índices da aprendizagem (Ideb e IDEPB), o enfrentamento à violência na escola, os processos de inclusão, a participação no programa Educação Cooperada, o cumprimento das diretrizes propostas pela SEE, a adimplência na prestação de contas, o zelo pelo patrimônio público e a aquisição de alimento da agricultura familiar superior a 30%, com investimento estimado em R$ 7,2 milhões.

Professor Exemplar – Vai premiar mil profissionais em atuação que apresentem práticas docentes inovadoras e exitosas (leitura, escrita, frequência e participação), que tenham alcançado resultados positivos em relação ao processo de ensino/aprendizagem, considerando temas que envolvam os oitos eixos norteadores da Educação da Paraíba. O período de execução é de agosto a dezembro de 2011, com investimento estimado R$ 1,2 milhão.