Fale Conosco

12 de julho de 2012

Governo comprou 100 toneladas de alimentos a agricultores familiares



cia de campo em capim foto antonio david (66)

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (Sedh) em parceria com a Empasa, adquiriu no primeiro semestre deste ano 100 toneladas de alimentos. Para os agricultores familiares o programa assume importância ainda maior nesse momento em que a Paraíba sofre com uma estiagem severa.

Mesmo com a produção baixa devido à escassez de chuvas, o PAA mantém a transferência de renda para os pequenos agricultores adquirindo deles aquele pequeno excedente de suas produções, revela o coordenador estadual do programa, Ângelo Viana.

“Estamos com um adversário cruel que é a estiagem, sem o qual o nosso quadro com certeza seria outro, mas o programa está sendo mantido porque essa situação requer ainda mais presença dos órgãos oficiais”, explica.

Dias melhores – Com gestões do governo estadual em Brasília, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) aprovou a proposta de ampliação do PAA de 14 para 185 municípios da Paraíba.

A ampliação do PAA no Estado respeitou critérios definidos pelo MDS, que priorizou o atendimento de municípios cujos agricultores possuem Declaração de Aptidão Pronaf (DAP) e renda inferior a R$ 70.

“Trata-se de um programa que possui impacto na economia do município, além de garantir a presença do homem em seu território e garantir alimentação de qualidade aos setores mais vulneráveis da população”, disse a secretária Cida Ramos.

Para gerar meios de convivência com a estiagem, o Governo do Estado tem adotado medidas emergenciais como aquisição de material para perfurar poços, construção de cisternas, isenção do ICMS para produtores que comercializam rações animais e matérias-primas para rebanho nos quase 200 municípios paraibanos atingidos pela ausência de chuvas.