Fale Conosco

27 de março de 2012

Programa Água Doce instalará 94 dessalinizadores na Paraíba



Diariamente, o agricultor Olivaldo Felipe da Silva, morador do distrito de Cachoeira Grande, na cidade de Aroeiras, reunia família, juntava as latas d’água vazias e caminhava em direção à fila de pessoas que esperavam pelo carro pipa, única fonte de água potável na região. Essa dura realidade foi modificada com a chegada da unidade demonstrativa do Programa Água Doce naquela localidade, no início deste ano.

Além da família de Olivaldo, outras 32 foram beneficiadas com a inauguração da unidade de dessalinização no distrito, em fevereiro passado. O projeto, realizado pelo Governo do Estado em parceira com o Governo Federal, transforma água salgada ou salobra em água doce e promove geração de renda por meio da criação de peixes e da produção de ração para cabras e ovelhas.

“Até pouco tempo atrás, ter água tratada em casa era um sonho distante. Hoje, não só temos a água, como também podemos criar tilápia e produzir pasto para os animais,” destacou o agricultor.

Três anos – Durante a solenidade inauguração do dessalinizador, o governador Ricardo Coutinho anunciou que o Estado foi contemplado com R$ 14 milhões para a instalação e recuperação de outras 93 unidades demonstrativas do Programa Água Doce nos próximos três anos, por meio de um convênio com o Ministério do Meio Ambiente (MMA).

De acordo com o coordenador do programa na Paraíba e técnico da Aesa, Isnaldo Cândido, a unidade de Aroeiras tem capacidade para produzir cerca de 800 litros de água por hora. “Nosso foco é atender moradores de localidades rurais difusas, em vilas onde o abastecimento é crítico e nos municípios mais suscetíveis ao processo de desertificação”, explicou.