João Pessoa
Feed de Notícias

Profissionais da atenção básica participam de oficina de humanização para atendimento da população LGBT

terça-feira, 11 de novembro de 2014 - 17:23 - Fotos: 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) promove nesta terça-feira (11), quarta-feira (12) e no próximo dia 19, no Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor-PB), em João Pessoa, oficinas para profissionais da Rede Pública de Saúde da capital, nas quais serão discutidas a humanização e acolhimento no atendimento da população de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBT).

As oficinas estão sendo ministradas pelos profissionais do ambulatório exclusivo para atendimento de travestis e transexuais, que funciona no Hospital Clementino Fraga, na capital, e da rede municipal de saúde.

Para a diretora do Hospital Clementino Fraga, Adriana Teixeira, é de grande relevância levar o atendimento LGBT humanizado e acolhedor para todas as unidades de saúde do Estado. “O Clementino Fraga foi pioneiro no Nordeste e deve servir de exemplo por ser referência nacional no serviço”, frisou.

A psicóloga e palestrante Laura Maria Abrantes, disse que o objetivo da oficina é apresentar ferramentas para que os profissionais da Atenção Básica conheçam toda a política social desenvolvida pelo Ministério da Saúde, voltada para a população LGBT.

Ambulatório TT – Inaugurado em julho de 2013, o ambulatório TT do Hospital Clementino Fraga, atende travestis ou transexuais da Paraíba. Como é referência nacional, também recebe usuários de outros estados, a exemplo do Espírito Santo, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Segundo o gerente do ambulatório, Sérgio Araújo, atualmente, estão cadastradas no serviço 120 pessoas e, no total, 1.050 atendimentos já foram feitos, desde a inauguração.

O espaço conta com 11 profissionais, entre ginecologistas, endocrinologistas, psiquiatras, fonoaudiólogos, nutricionistas, assistentes sociais e psicólogos. Para receber o atendimento, o paciente deve procurar o Espaço LGBT, da Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana, parceira do Hospital Clementino Fraga na iniciativa. Lá, são realizados a triagem e o encaminhamento para o atendimento, com hora marcada, no hospital.

O ambulatório fica situado no anexo do Hospital Clementino Fraga, no bairro de Jaguaribe, na capital. Funciona de segunda a sexta-feira, nos dois turnos, das 7h às 11h, e das 13h às 17h. Todo atendimento deve ter marcação prévia.

Após o encaminhamento da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, o prontuário é aberto e cada pessoa recebe o cartão do usuário. Munido desse cartão, o paciente faz o agendamento para uma das especialidades existentes no ambulatório TT.

Os telefones para contato são: (083) 3218-5415 e 3218-5416.