Fale Conosco

13 de dezembro de 2011

Professores são capacitados pela Funad para atender alunos que têm deficiência visual



Trinta e nove professores da rede regular de ensino da Paraíba foram capacitados pela Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad), neste ano, para promover a inclusão educacional de alunos cegos e de baixa visão nas escolas públicas e privadas. O encerramento do 4º Curso de Capacitação para Professores na Área de Deficiência Visual acontece nesta terça-feira (13), às 15 horas, no auditório Jimmy Queiroga, na Funad.

O curso atendeu gratuitamente aos profissionais de oito municípios: João Pessoa, Cabedelo, Santa Rita, Bayeux, Guarabira, Mogeiro, Alagoa Grande e Goiania, que educam aproximadamente 350 alunos. Desde o último mês de maio, esses professores participaram de 262 horas/aulas ministradas na sede da Funad, em João Pessoa, pela equipe de profissionais da Coordenadoria de Atendimento à Pessoa com Deficiência Visual da Fundação (Codavi).

Promovido em parceria com o Centro de Apoio Pedagógico ao Aluno com Deficiência Visual (CAP/PB), a capacitação abordou diversos temais agregados em três eixos: Educação e Cidadania – tratando dos aspectos históricos da deficiência e a legislação da pessoa com deficiência; Atenção à Saúde – com introdução a fonoaudiologia, terapia ocupacional e oftalmologia dando uma visão de prevenção, tratamento e métodos de abordagem em sala de aula; e Educação Especial – através do atendimento especializado, complementado com a psicomotricidade e sexualidade, trabalhando com isso os principais aspectos inerentes a pessoa com deficiência visual.

De acordo com a coordenadora da Codavi, Valéria Carvalho, o curso neste ano teve um diferencial em relação aos anteriores, pois pela primeira vez os professores receberam o material específico para o trabalho com a pessoa cega, a exemplo do reglete, punção e soroban, como também, a certificação expedida pela Escola de Serviço Público do Estado da Paraíba (Espep), que serão entregues pela presidente da Funad, Simone Jordão Almeida, juntamente com o diretor superintendente da Espep, André Luiz de Souza.