Fale Conosco

27 de fevereiro de 2013

Professores de inglês da rede estadual de ensino participam de curso nos EUA



Sete professores de língua inglesa de escolas estaduais da Paraíba participaram de um intercâmbio nos Estados Unidos, onde fizeram um curso de aperfeiçoamento de seis semanas para o ensino de inglês no Brasil, integrando um grupo de 540 brasileiros. Os professores foram selecionados entre 1.600 candidatos para o programa do Institute of International Educacion (IIE).

Da Paraíba, participaram professores do Lyceu Paraibano (João Pessoa), Nenzinha Cunha Lima (Campina Grande), Doutor Hortênsio de Souza Ribeiro (Campina Grande), Cônego José Vital Ribeiro Bessa (Mataraca), Maria Honorina Santiago (Santa Rita), Orlando Venâncio dos Santos (Cuité) e Professora Ilza Ribeiro de Almeida (Conde).

O curso foi promovido pela Fulbright Brasil (Comissão para intercâmbio entre EUA e Brasil), Embaixada dos EUA no Brasil e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação (MEC). Foram selecionados professores de língua inglesa da rede pública de ensino básico de cada um dos Estados brasileiros e do Distrito Federal. Os pré-requisitos para o curso eram ser professor de rede pública de ensino e não estar no estágio probatório.

O curso faz parte do Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa nos EUA (PDPI). O programa busca fortalecer a fluência oral e escrita em inglês, compartilhar metodologias de ensino e avaliação que estimulem a participação do aluno em sala de aula, estimular o uso de recursos online e outras ferramentas na formação continuada de professores e na preparação de planos de aula. Estão cobertos pelo PDPI custos com o curso, alojamento, alimentação, seguro saúde, passagens aéreas de ida e volta, visto J-1, taxas e materiais escolares, além de uma ajuda de custo.

Os sete professores paraibanos participaram do graduation (término do curso) no último dia 22 de fevereiro, em 15 Estados americanos. “Participar do curso foi uma experiência riquíssima, pois mesmo estando grávida, com coragem e garra, consegui concluir as seis semanas e me capacitar para melhorar a qualidade do meu trabalho”, destacou a professora Ana Carolina Queiroz.