João Pessoa
Feed de Notícias

Professoras da UEPB lançam livro em Alagoa Grande

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010 - 20:09 - Fotos: 
Nesta sexta-feira (26), acontecerá na terra de Jackson do Pandeiro, Alagoa Grande (PB), o lançamento do livro “O projeto político pedagógico – uma construção coletiva, uma produção de saberes”. A publicação, saída da Editora Universitária da UEPB (Eduepb) e organizada pelas professoras do Departamento de Educação da Universidade Estadual da Paraíba, Almira Lins e Vagda Gutemberg, será lançada na Escola Municipal Candido Régis de Brito, às 19h.

A professora Almira Lins iniciou o projeto de extensão em 2003, agregando, mais tarde, outras professoras do Departamento, a exemplo de Aparecida Figueiredo, Lenilda Melo e Vagda Gutemberg, além de mais doze alunas extensionistas.

Segundo a professora Vagda, o projeto foi parte integrante da disciplina Prática Educacional 4 – Supervisão Educacional. Assim, a construção do Projeto Político Pedagógico da escola serviu de campo de estágio e envolveu todos os alunos da disciplina, entre os anos de 2003 e 2006, quando foi sistematizado o projeto.

O livro apresenta os trabalhos acadêmicos orientados (TAO), ou seja, as monografias de conclusão de curso transformadas em artigo, destas doze alunas, que ao longo do curso foram orientadas pelas professoras citadas. A publicação traz, ainda, textos das professoras Maria Aparecida Barbosa Carneiro e Maria Lindaci Gomes, respectivamente pró-reitora e assessora da Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (PROEAC) da UEPB, que teve grande participação no decorrer do projeto.

O processo de construção do Projeto Político Pedagógico (PPP) da Escola Cândido Régis de Brito ocorreu através de encontros e reuniões para planejamento, estudos, construções e avaliações. Os princípios norteadores e as decisões tomadas durante o processo foram votados em assembléias, com a participação de representantes de todos os segmentos.

A Escola Municipal Cândido Régis de Brito oferece o Ensino Fundamental para crianças e também Educação para Jovens e Adultos. Segundo as organizadoras, o processo de construção do PPP da Escola não nasceu da necessidade de explicar o sucesso ou fracasso de experiências vivenciadas pela instituição. Ele teve sua origem em uma experiência vivenciada numa escola pública municipal e enfatiza o papel da extensão universitária em suas múltiplas interfaces.

Ascom/UEPB