João Pessoa
Feed de Notícias

Produtos em algodão colorido lideram vendas na Semana do Artesão

domingo, 16 de março de 2014 - 11:30 - Fotos:  Roberto Guedes/Secom-PB

Os produtos em algodão colorido são os responsáveis pelo maior volume de vendas na Semana do Artesão, que acontece até o dia 24 deste mês, no Shopping Boulevard, em Campina Grande. De acordo com o balanço parcial divulgado pelo Programa de Artesanato da Paraíba, apenas no primeiro dia de exposição foram comercializados R$ 4.997,00, por meio das vendas de 197 peças.

A variedade do algodão naturalmente colorido tem colhido mais uma safra de fartura contabilizando um volume de vendas de R$ 1.060,00. Na sequência destacam-se as vendas em produtos de crochê (R$ 450,00), couro (R$ 424), habilidades manuais (R$ 417), renda labirinto (R$ 395) e peças feitas em osso (R$ 370).

O artesão Williams Souza, 26 anos, natural de Campina Grande, comemora a procura por seus produtos e o reforço de sua marca “Wennus”. “Tenho loja no box da Vila do Artesão, duas em Recife e outra em Natal, mas nada se compara a este espaço de grande visibilidade que o programa nos oportuniza. Apesar de ser uma tipologia bem antiga sempre procuro inovar com novas peças, modelos e, assim, agradar o cliente. Quando termina o Salão do Artesanato em janeiro, imediatamente começo a me preparar para o de junho e já fiz um estoque inicial de 1.200 peças. Esta nos dá fôlego para continuarmos produzindo e fazendo uma segurança financeira”, compartilhou.

Os visitantes que percorrem os corredores da Semana do Artesão têm se encantado com a diversidade cultural da exposição que, além das tipologias mais vendidas, traz a madeira, cerâmica, fibra, metal, fios e brinquedos populares. A dona de casa Jerusa Alves, natural de Recife, levou o neto José Pedro, de apenas 1 ano, para conhecer os tradicionais carrinhos de madeira. “Eu sempre me diverti na infância com brinquedos populares como casinhas de madeira, bonecas de pano e havia muito carrinhos de mão e pião. Fico feliz em perceber que esta tradição não morreu e que meu neto, em meio a tantos brinquedos industrializados, pode ter acesso a tudo que tive antes”, relembrou

Para o artesão João Batista, que trabalha com couro há 18 anos produzindo desde telas a chaveiros, a Semana do Artesão é uma vitrine para mostrar seus trabalhos, fazer contatos e encomendas para o ano todo. “O pessoal observa nossas peças, elogia e compra. O que fico mais feliz é o reconhecimento da qualidade dos nossos produtos que acaba nos incentivando para cada vez fazer melhor”, disse o artesão.

Outra tipologia campeã em vendas está sendo o crochê. Produzido pelas mãos habilidosas da artesã Fátima do Nascimento, natural de Esperança. Ela diz estar satisfeita com a entrada no Programa de Artesanato da Paraíba há apenas três anos. “Sempre fiz muita colcha, blusas e utilidades para o lar em crochê e vendia para parentes e amigos, mas ao entrar no programa as vendas triplicaram, recebo encomendas e não fico sem trabalhar um dia para dá conta de tudo. Não esperava um retorno tão rápido. Graças a Deus estou conseguindo cuidar da minha família e comprar as coisas que sempre precisei e que antes não tinha condições financeiras. Estou muito feliz”, lembrou a artesã.

A gestora do Programa de Artesanato da Paraíba, Ladjane Souza, comemorou junto aos artesãos o sucesso de mais uma edição da feira. “É muito satisfatório voltar de uma exposição em São Paulo, onde tivemos o melhor reconhecimento pelos produtos de qualidade que apresentamos e chegar de volta a terra e também ser valorizado. Boas vendas, bons produtos acabam deixando não apenas o Programa do Artesanato maravilhado, mas principalmente o artesão, que mostra sua cultura, acaba sendo conhecido, descoberto e consegue retirar o próprio sustento e da família apenas do artesanato”, enfatizou Ladjane.

Estão envolvidos diretamente 223 artesãos de cooperativas, associações, grupos familiares e individuais dos municípios de Campina Grande, João Pessoa, São João do Cariri (Sítio Lucas), Borborema, Alagoa Nova, Esperança, Juarez Távora e Serra Redonda.

Coordenado pela primeira-dama do Estado, Pâmela Bório, o Programa de Artesanato da Paraíba atende a mais de seis mil artesãos no apoio à divulgação, capacitação e comercialização. O Dia do Artesão é comemorado em 19 de março e está inserido neste evento realizado há nove anos.

Serviço – A Semana do Artesão fica aberta no horário das 10h às 22h, na Praça de Eventos do Shopping Boulevard, localizado na Avenida Severino Bezerra Cabral, nº 1.190, bairro do Catolé, em Campina Grande, até dia 24 deste mês.