Fale Conosco

24 de novembro de 2017

Procon-PB orienta consumidores contra práticas abusivas durante a Black Friday



A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor da Paraíba (Procon-PB) alerta os consumidores a pesquisarem muito durante as compras feitas pela internet por conta da Black Friday. A grande oferta de sites pode ser uma aliada, mas se o consumidor não levar em conta fatores como pesquisa pode sair perdendo.

Na pré-Black Friday, por exemplo, o Procon-PB constatou que os apressados poderiam deixar de fazer uma economia de cerca de R$ 2 mil. O preço do notebook Dell (modelo i-5566) com Intel Core i3, tela de 15,6 polegadas, 4 GB, 6ª geração e HD de um 1 TB teve uma queda de preço de R$ 2.124,01 em 15 dias. Em um site, o preço do notebook no dia 31 de outubro era de R$ 3.699, passando para R$ 1.574,99 no dia 14 de novembro, e depois subiu para R$ 1.698 na terça-feira (21).

A recomendação do Procon-PB é que, mesmo com um desconto considerado alto, o consumidor não deve comprar de forma impulsiva, e optar por ver o preço do mesmo produto em outros sites de compra.

Para a superintendente do Procon-PB Késsia Liliana, a grande opção de sites de compra pela internet é um fator muito positivo para os consumidores. No entanto, ela faz um alerta: “É preciso comprar apenas o necessário mesmo nessa época de descontos para não deixar o orçamento estourar. Uma dica é verificar as informações dessas lojas virtuais, para ter certeza da segurança do site”, explicou, destacando que quem compra pela internet tem direito ao arrependimento da compra caso não fique satisfeito com o produto. Nesse caso, a devolução deverá ser feita com até sete dias após a compra.

Plantão – A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor da Paraíba (Procon-PB) estará de plantão das 8 h às 16 h com equipes de fiscalização e assessoria jurídica para atuar em caso de denúncias pelos consumidores por práticas abusivas durante a Black Friday. Já o atendimento 24 horas ocorre no site www.portalcidadania.pb.gov.br.

Em caso de dúvidas, o consumidor pode acessar, ainda, o site www.procon.pb.gov.br ou ligar para o telefone 151.

 

Para auxiliar nas compras virtuais, o Procon-PB disponibilizou o link (http://sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.php) de acesso às empresas com maior número de reclamações “Evite esses sites”, contendo o endereço eletrônico em ordem alfabética, razão social da empresa e número do CNPJ “NO AR” ou CPF, além da condição “fora do ar “ ou “no ar”. Esta lista é composta por sites que cometeram fraudes ou não puderam ser encontrados, quando notificados pelo Procon.