João Pessoa
Feed de Notícias

Primeira dama e Secretária da SEDH recebem homenagem

sexta-feira, 21 de março de 2014 - 17:26 - Fotos:  Secom-PB

A primeira dama do Estado, Pâmela Bório, e a secretária de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), Aparecida Ramos de Meneses, e mais 18 mulheres foram homenageadas pelo trabalho que desenvolvem na Paraíba. A homenagem aconteceu durante o aniversário de Maria Lúcia, esposa do colunista Abelardo Jurema, na noite desta quinta-feira (20) na Maison Blu’nelle. A festa teve caráter beneficente para ajudar a Rede Feminista de Combate ao Câncer.

A primeira dama, Pâmela Bório, está à frente do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP) que atende atualmente mais de seis mil artesãos no apoio à divulgação, capacitação e comercialização dos produtos. Só na Semana do Artesão, que acontece até esta segunda-feira (24), no Shopping Boulevard, em Campina Grande, em apenas três dias de evento, os artesãos conseguiram comercializar um total de R$ 20.695 nas vendas de 895 peças. 

Já a secretária Aparecida Ramos não esteve no evento, mas foi representada pela funcionária da Sedh, Luzimar Dias Correia. Entre as ações do Governo do Estado, coordenadas pela Sedh, que beneficia diretamente a população em situação de rua está o Abono Natalino, uma iniciativa pioneira no Brasil, que contempla mais de 500 mil famílias.

Outro projeto de destaque implantado pelo Governo e coordenado pela Sedh é o Disque Estadual 123 para enfrentar a violação de direitos humanos. O serviço atende de forma sigilosa denúncias de violência contra criança e adolescente, idosos, mulher e pessoas com deficiência. Com a iniciativa, a Paraíba mais uma vez se torna pioneira na ação, facilitando o atendimento às vítimas que são encaminhadas para a Rede de Proteção. 

Ainda na pasta da Sedh, o Projeto Acolher do Governo do Estado visa melhorar a situação de 1.400 idosos que vivem institucionalizados em mais de 30 abrigos filantrópicos da Paraíba. Foram destinados para as Instituições de Longa Permanência para Idosos (Ilpis) cerca de R$ 2 milhões com recursos próprios do Governo.   

Também para contemplar a população mais pobre da sociedade o Governo do Estado, por meio da Sedh, ampliou o número de restaurantes mantidos pelo Estado. Hoje são quatro equipamentos que fornecem juntos mais de 4 mil refeições diárias subsidiadas pela população ao preço simbólico de R$ 1,00.