João Pessoa
Feed de Notícias

Prima encerra concertos natalinos em Catolé do Rocha e Guarabira

terça-feira, 23 de dezembro de 2014 - 17:50 - Fotos:  Arquivo/SECOMPB

O Governo do Estado, por meio do Programa de Inclusão Social através da Música e das Artes (Prima), apresenta, na noite desta terça-feira (23), mais um concerto de Natal na cidade de Catolé do Rocha, no Sertão paraibano. A apresentação, que vai contar com 40 alunos, acontece às 18h, na Capela do Colégio Normal Francisca Mendes, no Centro da cidade. Na próxima sexta-feira (26), será a vez dos alunos do Polo do Prima de Guarabira.

De acordo com o coordenador do Prima em Catolé do Rocha, Edcláudio Martins, a apresentação vai começar com o quarteto de trombone do projeto, que vai executar músicas populares como Carinhoso, de Pixinguinha, e a trilha sonora do filme Rei Leão. “Após isso, a orquestra vai apresentar clássicos, além de músicas natalinas”, completou Edcláudio Martins.

Para fechar a apresentação, será executada a peça Carmina Burana, de Carl Orff. “Pelo que foi apresentado durante os ensaios, não tenho dúvidas de que o público que virá nos prestigiar não vai se arrepender. O Prima está em Catolé do Rocha desde maio de 2013, mas os alunos que vão se apresentar hoje à noite têm contato com os instrumentos há menos de um ano. Porém, serão capazes de tocar com maestria admirável”, elogiou o coordenador do projeto.

“Com a chegada do Prima a Catolé do Rocha, os benefícios são visíveis. Nós acompanhamos professores e pais de alunos que relatam, com orgulho, os progressos que essas crianças tiveram desde que entraram no projeto: notas melhoraram, mudaram o comportamento. Por isso, temos o desejo de passar dos 90 alunos inscritos no Prima atualmente para 150 a 200 em 2015”, ressaltou.

Em Guarabira – Na sexta-feira (26), ocorrerá o último concerto do Prima realizado em 2014. Os contemplados serão os moradores de Guarabira, no Brejo paraibano. A apresentação, que contará com 70 alunos, será às 20h na Catedral Nossa Senhora da Luz, no Centro da cidade. Entre os destaques do repertório, está a peça Tempus Labore, composta pelo maestro e coordenador do Prima em Guarabira, José Carlos Costa.

Para o maestro, a peça traduz bem a filosofia do projeto. “É uma peça que fala de tempos de trabalho. Portanto, nada mais justo que incluí-la no nosso repertório no momento em que vamos apresentar à sociedade de Guarabira o resultado do nosso trabalho ao longo de 2014. É uma peça simples, mas posso garantir que é muito empolgante, emocionante”, afirmou José Carlos.

O coordenador lembra que o Prima está na cidade de Guarabira desde setembro de 2012. Atualmente, são oito escolas envolvidas. “Os alunos estão na faixa etária dos 12 aos 17 anos. Então, dá para perceber nitidamente a importância de um projeto como este, em vários aspectos. No âmbito pedagógico, por exemplo, os resultados obtidos com a implantação do Prima são, no mínimo, satisfatórios. Para participar, todo aluno deve estar regularmente matriculado. Isso, como consequência, condiciona a criança, o adolescente a estudar”, ponderou José Carlos.

Programação natalina  - Com o concerto de Guarabira, as apresentações do Prima alusivas às festividades de Natal contemplam oito cidades paraibanas. Entre as cidades que já tiveram a oportunidade de receber as apresentações estão Campina Grande, Cajazeiras, Patos, além de João Pessoa, que na última terça-feira (16) emocionou o público, com um orquestra formada por mais de 400 alunos. A apresentação aconteceu no Espaço Cultural.

Na ocasião, o governador Ricardo Coutinho afirmou que o Prima é um sonho realizado. “Abrimos uma porta para construir cidadania. A orquestra ensina a conviver em sociedade. Em nenhum lugar do País há um projeto com essa extensão e nós queremos que, cada vez mais, a sociedade conheça o Prima”, destacou.

Extensão do projeto – Implantado pelo Governo do Estado em 2012, o Prima tem polos em João Pessoa (Alto do Mateus, Mandacaru e Bairro dos Novais), Cabedelo, Bayeux, Santa Rita, Campina Grande, Guarabira, Patos, Cajazeiras, Catolé do Rocha e Itaporanga. Ao todo, são mais 1,2 mil alunos envolvidos.