Fale Conosco

28 de agosto de 2015

Prima é apresentado a líderes educacionais durante conferência neste sábado, em Brasília



Líderes educacionais, empresários e políticos conhecerão neste sábado (29) a metodologia e a filosofia do Projeto de Inclusão Social através da Música e das Artes (Prima), selecionado como modelo de inovação para a educação brasileira pelo Movimento Mapa Educação. A conferência acontecerá em Brasília e o Prima é um dos quatro projetos escolhidos para mostrar a uma banca de especialistas as ideias que têm incluído e revolucionado a educação paraibana.

O Movimento Mapa Educação teve 170 projetos inscritos, dos quais cem foram selecionados. Os demais projetos escolhidos para a conferência foram das cidades de Taboão da Serra (SP), Porto Alegre, Imbé e Novo Hamburgo, todas do Rio Grande do Sul.

O maestro Alex Klein, gestor do Prima, disse que é um grande mérito o Projeto ter ficado entre os cem selecionados como modelo de inovação para a educação brasileira, mas ressaltou: “Melhor ainda foi o fato de termos a oportunidade de participar da conferência. Isso significa que as ideias de inclusão, de inovação na educação, contidas no Prima, têm condições plenas de serem compartilhadas por outras cidades e estados brasileiros. Essa conquista é fruto do nosso engajamento, da seriedade com que o Governo do Estado, alunos, professores, veem o Prima desde que foi implantado”, afirmou.

Para a conferência, foram selecionados dois integrantes do Polo de Cabedelo, cidade da Região Metropolitana de João Pessoa. Um deles é o coordenador, Sérgio Aires. “Eu que, particularmente, tenho acompanhado a evolução que o Prima tem provocado na educação de Cabedelo, com alunos cada vez mais atentos, melhorando o desempenho escolar, fico felicíssimo com essa conquista. É mais um estímulo para que desempenhemos um trabalho cada vez melhor, com inclusão através da educação, com um ingrediente fantástico, que é a música”, disse. 

Apresentação – Os representantes do Prima terão direito a 15 minutos para apresentar a metodologia e a filosofia do Projeto para líderes educacionais, estudantes, empresários e políticos, durante a Conferência Mapa Educação, em Brasília. De acordo com Sérgio Aires, serão exibidos vídeos das apresentações em diversas cidades paraibanas, além de reuniões para a discussão de temas em pauta na sociedade, como a redução da maioridade penal.

“O nosso diferencial – claro! – é a música. No entanto, a orientação que recebemos do gestor, mastro Alex Klein, é que invistamos no processo de cidadania, e as discussões sobre temáticas atuais é uma das formas que escolhemos para isso, fazendo do Prima um projeto completo, que vai da música à cidadania”, destacou.

O coordenador do Prima em Cabedelo destacou que a grande meta do Projeto é transformar o Prima em política de Estado. “Eu, particularmente, vi a modificação na realidade dos jovens carentes de Cabedelo desde que o governador Ricardo Coutinho implantou esse projeto. Então, tornar o Prima uma política de estado significa que ele continuará independentemente de gestão”, explicou. “Temos a consciência de que é fundamental que esse Projeto continue com as suas ações por meio da música”, prosseguiu.

O Projeto – Criado pelo Governo do Estado em 2012, o Projeto de Inclusão Social através da Música e das Artes (Prima) nasceu com o objetivo de levar oportunidade a crianças e a jovens carentes do Estado em escolas da rede pública, principalmente, através da música, com foco na educação. Atualmente, o Prima contempla mais de 1,2 mil alunos de polos espalhados em cidades como João Pessoa, Cabedelo, Bayeux, Santa Rita, Guarabira, Patos, Cajazeiras e Sousa. Ao todo, são mais de dez municípios atendidos pelo Projeto.

Mapa Educação – O Mapa Educação é um movimento que tem como objetivo engajar o jovem no debate nacional para uma educação de maior qualidade. O Conselho do Movimento é formado por pessoas de diferentes áreas que colaboram com experiências, sugestões e críticas a desenvolver novos projetos educacionais com cada vez mais abrangência e impacto.